Matou a companheira no hotel e saiu calmamente ao telemóvel [vídeo]

Polícia confirma que o assassino que se vê no vídeo matou a companheira e telefonou para a família e vizinhos a confessar o crime. Imagens já foram divulgadas.

Matou a companheira no hotel e saiu calmamente ao telemóvel [vídeo]

Polícia confirma que o assassino que se vê no vídeo matou a companheira e telefonou para a família e vizinhos a confessar o crime. Imagens já foram divulgadas.

Imagens das câmaras de segurança de um hotel, em Várzea Grande, Brasil, onde Laurinei Ferreira de Souza, 36 anos, matou a companheira, Bianela Mylla Dias da Silva, 3de 0 anos, mostram o momento em que o agressor saiu do quarto onde o crime aconteceu. Os vídeos mostram que Laurinei saiu a pé, calmanete, embora não seja possível ver marcas de sangue nas roupas. Depois de sair do quarto, falar ao telemóvel. De acordo com a Polícia Judiciária, depois do assassinato Laurinei telefonou a familiares e a vizinhos de Bianela, confessando tê-la matado à facada, no hotel. Depois, fugiu. As câmaras podem ter registado esse momento.

LEIA MAIS: Estudante de Medicina filha de vereador morre picada por formiga

O casal estava junto há 15 anos e tinha dois filhos. Laurinei matou Bianela esta quinta-feira, 24 de outubro. A mulher foi degolada e alvo de inúmeros golpes no corpo. A Polícia informou que os vestígios indicam que houve luta corporal. Os dois foram juntos, de Uber, para o hotel localizado na Avenida Filinto Muller, no Bairro Nova Fronteira. Deram entrada às 13h58, mas, às 15h48, Laurinei pagou a conta e saiu sozinho. informou a receção de que a vítima estava a aguardar outro Uber para ir embora. Porém, já estaria morta.

Matou a companheira 2 meses após a separação

O casal estava separado há cerca de dois meses, mas estaria a tentar uma reconciliação. Diz ainda a Polícia que, em setembro, Bianela tinha denunciado o companheiro na Esquadra da Mulher de Várzea Grande. Terá sido ameaçada de morte, pois estava a tentar separar-se. Pediu medidas de proteção, mas não apresentou queixa criminal. Na ocasião, ainda terá contado já ter sido agredida anteriormente. Laurinei continua a monte e deverá responder pelo crime de homicídio.

LEIA MAIS: Jovem que se atirou de precipício para evitar violação está a recuperar

Matou a companheira no hotel e saiu calmamente ao telemóvel [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS