Mata mulher por suspeita de traição: «Ela estava sempre ao telemóvel»

Homem assassinou a esposa por suspeitar traição e justificou o crime e a suspeita dizendo que a vítima estava sempre com o telemóvel na mão.

Mata mulher por suspeita de traição: «Ela estava sempre ao telemóvel»

Mata mulher por suspeita de traição: «Ela estava sempre ao telemóvel»

Homem assassinou a esposa por suspeitar traição e justificou o crime e a suspeita dizendo que a vítima estava sempre com o telemóvel na mão.

Ayaz Ahmed Ansari, de 26 anos, assassinou a mulher, Naina Manglani, de 22 anos, e confesso o crime às autoridades de Jaipur, na Índia. Segundo a agência Ruptly, o agressor terá dito à Polícia que a mulher «estava sempre ao telemóvel» e que deveria «ter um amante». As suspeitas levaram à separação, mas apenas para darem «um tempo», não se tratando, ainda, de algo definitivo, segundo contou o homicida confesso. Embora não tivesse provas da alegada traição, o homicida acabou por consumar o crime

LEIA DEPOIS
Mulher fica trancada dois dias em cozinha por causa de gata em fúria

Suspeita de traição levou ao crime

No domingo, dia 19 de janeiro, Ayaz Ahmed Ansari combinou um encontro com a mulher, num local isolado, para falarem sobre a possível reconciliação. O homem acabaria por agredi-la com uma pedra na cabeça. A agressão acabou por provocar a morte da mulher. O investigador responsável pelo crime, Anand Srivastava, adiantou à comunicação social que o suspeito foi detido horas depois do crime. Acredita-se ainda tratar-se de crime premeditado. Ayaz Ahmed Ansari está em prisão preventiva. Aguarda julgamento na cadeia de Jaipur.

LEIA MAIS
Motard derrubada e atropelada mortalmente [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS