Marinha portuguesa salvou 241 pessoas com meio milhar de operações em 2019

A Marinha salvou 241 pessoas, com uma “taxa de eficácia de 98,8%”, em 511 ações de busca e salvamento marítimo, durante o ano de 2019, anunciou hoje aquele ramo das Forças Armadas.

Marinha portuguesa salvou 241 pessoas com meio milhar de operações em 2019

Marinha portuguesa salvou 241 pessoas com meio milhar de operações em 2019

A Marinha salvou 241 pessoas, com uma “taxa de eficácia de 98,8%”, em 511 ações de busca e salvamento marítimo, durante o ano de 2019, anunciou hoje aquele ramo das Forças Armadas.

Segundo a nota, os centros de coordenação de busca e salvamento marítimo de Lisboa e de Ponta Delgada, e o sub centro do Funchal concluíram 2019 “com uma taxa de eficácia de 98,8%, correspondente a 241 pessoas salvas em 511 ações de busca e salvamento”.

Para a Marinha, estes números constituem um contributo significativo “para a salvaguarda da vida humana no mar, nas áreas marítimas da responsabilidade de Portugal”.

Além dos meios da Marinha, nas 511 missões de busca e salvamento foram empenhados igualmente meios de salvamento da Autoridade Marítima Nacional, da Força Aérea e outros recursos e meios de entidades pertencentes à estrutura auxiliar do Sistema Nacional de Busca e Salvamento.

Entre estes, incluem-se o Instituto Nacional de Emergência Médica, os serviços nacionais e regionais de Proteção Civil, bombeiros e administrações marítimas e portuárias.

“Salienta-se, igualmente, o apoio prestado pelos navios mercantes nas ações de busca e salvamento, desviando-se das suas rotas comerciais para prestarem o auxílio necessário, sempre coordenados pelos centros nacionais”, aponta a Marinha.

Os centros de coordenação “são operados por militares da Marinha num regime de trabalho de 24 horas por dia e sete dias por semana, garantindo a coordenação de todas as ações”, notou.

No comunicado, a Marinha portuguesa salientou que a área de responsabilidade nacional “equivale a 63 vezes a área terrestre” de Portugal e que “a taxa de sucesso anual do serviço nacional de busca e salvamento marítimo situa-se, em média, acima dos 90%, distinguindo-se como um valor de referência a nível mundial”.

FM // LFS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS