Marianne Bachmeier, a mulher que matou assassino da filha durante julgamento [vídeo]

Marianne Bachmeier ficou conhecida como Mãe da Vingança por ter morto a tiro o alegado homicida da filha, Klaus Grabowski.

Marianne Bachmeier, a mulher que matou assassino da filha durante julgamento [vídeo]

Marianne Bachmeier ficou conhecida como Mãe da Vingança por ter morto a tiro o alegado homicida da filha, Klaus Grabowski.

Era o terceiro dia do intenso julgamento de Klaus Grabowski, um talhante de 35 anos acusado de matar Anna, de apenas sete anos. O Tribunal Distrital de Lübeck, estava lotado naquele 6 de março de 1981, até que o público presente foi surpreendido com oito disparos. Marianne Bachmeier, mãe de Anna e responsável pelos tiros, tinha um objetivo claro: matar o homem que alegadamente tirou a vida da filha. Dos oito disparos que efetuou, seis atingiram Grabowski, que teve morte imediata.

A imprensa passou a apelidá-la de Mãe da Vingança descrevendo a reviravolta do episódio como o “caso mais espetacular de justiça vigilante na história do pós-guerra alemão”. O julgamento recomeçou, desta vez com outra pessoa sentada no banco do réu. Anna era a terceira filha de Marianne, mas a única que não foi colocada para adoção. Na altura, com 30 anos, era mãe solteira e criava a menina com muitas dificuldades financeiras. A última vez que a menina foi vista foi em 5 de maio de 1980. Depois de uma discussão com a mãe, decidiu não ir à escola e foi para casa de um amigo. Foi então que Klaus a terá raptado e levado para sua casa.

Marianne acabou condenada a 6 anos

O corpo foi encontrado horas depois, dentro de uma caixa de papelão. Com a denúncia da noiva de Grabowski, a polícia alemã conseguiu capturar o responsável pelo crime com muita celeridade. A perícia revelou que Anna tinha sido estrangulada até à morte com um pano. O passado do principal suspeito veio à tona rapidamente, tendo sido condenado por abuso sexual infantil. Ainda que os primeiros passos do processo para condenar Grabowski por homicídio tenham sido céleres, a verdade é que só foi a tribunal um ano depois.

A tese da defesa apontava para que Anna o tenha chantageado para receber dinheiro. De acordo com o Klaus, a jovem terá dito que o acusaria de abuso sexual caso ele não lhe desse uma quantia em dinheiro É então que Marianne sacou de uma pistola semiautomática Beretta M1934 e alvejou sem misericórdia o homem que mais odiava. A mulher acabou por ser condenada a seis anos de prisão. Começou a cumprir a pena em 1983 e cumpriu perto de três anos.

Foto: Imagem ilustrativa

Fabíola, a menina de 12 anos cujo coração foi arrancado pelas amigas
Fabíola foi convidada por duas das melhores amigas para ir ver um jogo de futebol. No entanto, o convite não passou de uma armadilha para um brutal homicídio. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS