Mais de 7.600 assassinatos registados no México entre janeiro e março deste ano

Mais de 7.600 assassinatos registados no México entre janeiro e março deste ano

Mais de 7.600 assassinatos foram registados no México no primeiro trimestre deste ano, um aumento de quase 20% face ao mesmo período do ano passado, que foi o ano mais violento nas últimas duas décadas.

Cidade do México, 22 abr (Lusa) — Mais de 7.600 assassinatos foram registados no México no primeiro trimestre deste ano, um aumento de quase 20% face ao mesmo período do ano passado, que foi o ano mais violento nas últimas duas décadas.


De acordo com dados oficiais hoje divulgados, citados pela Agência France Presse (AFP), autoridades contabilizaram este ano 2.549 assassinatos em janeiro, 2.389 em fevereiro e 2.729 em março, a maioria dos quais com recurso a arma de fogo.


Segundo os serviços mexicanos para a segurança nacional, no primeiro trimestre de 2017 tinham sido registados 6.406 assassinatos.


A violência no México ocorre num contexto de proliferação de grupos ligados ao tráfico de droga, mas também pode ser explicada por roubos de combustível, sequestros, extorsões e outros delitos criminais.


O México terminou 2017 com 25.339 assassinatos registados, o número mais alto desde o início da publicação destes dados estatísticos a nível nacional, em 1997.


O aumento da violência acontece numa altura em que o México se prepara para as eleições gerais, nas quais cerca de 88 milhões de mexicanos estão convocados para renovar mais de 3.400 cargos públicos, entre os quais o de presidente, e que estão marcadas para 01 de julho.




JRS // JNM

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Mais de 7.600 assassinatos registados no México entre janeiro e março deste ano

Mais de 7.600 assassinatos foram registados no México no primeiro trimestre deste ano, um aumento de quase 20% face ao mesmo período do ano passado, que foi o ano mais violento nas últimas duas décadas.