Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos no combate a incêndios

Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos estão envolvidos no combate aos incêndios no país, sendo os mais preocupantes os fogos que deflagraram nos distritos de Viseu e do Porto.

Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos no combate a incêndios

Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos no combate a incêndios

Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos estão envolvidos no combate aos incêndios no país, sendo os mais preocupantes os fogos que deflagraram nos distritos de Viseu e do Porto.

Lisboa, 08 set 2019 (Lusa) — Mais de 2.300 operacionais e 24 meios aéreos estão hoje à tarde envolvidos no combate aos incêndios no país, sendo os mais preocupantes os fogos que deflagraram nos distritos de Viseu e do Porto, segundo a Proteção Civil.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) registava, às 17:50, um total de 63 incêndios que lavram sobretudo no Centro e Norte do país no país, mobilizando um total de 2.367 operacionais, 674 viaturas e 24 meios aéreos.

Dos 63 incêndios, oito estão em curso, oito em resolução e 47 em conclusão, indica a pagina da internet da ANEPC.

Das ocorrências importantes, a Proteção Civil destaca os dois incêndios que lavram no concelho de Castro Daire, no distrito de Viseu, e que estão a ser combatidos por 512 operacionais, apoiados por 142 viaturas e nove meios aéreos.

Estes dois fogos, que começaram na madrugada de hoje, têm duas frentes ativas cada um.

De acordo com a ANEPC, Um outro incêndio no concelho de Baião, no distrito do Porto, envolve 71 combatentes, 16 viaturas e dois meios aéreos.

Este fogo começou às 12:59 e “está ativo com duas frentes”.

A Proteção Civil mantém ainda nas ocorrências importantes o incêndio em Cinfães, no distrito de Viseu, que se encontra em fase de resolução com 61 operacionais e 21 viaturas.

Dados provisórios do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) indica que, entre 01 de janeiro e hoje, ocorreram 9.186 incêndios que queimaram 31.328 hectares.

CMP // JPS

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS