Madeira introduz “algumas restrições” no horário das luzes de Natal

O Governo da Madeira (PSD/CDS-PP) vai introduzir “algumas restrições” no horário das iluminações públicas de Natal e Fim de Ano, indicou o chefe do executivo, admitindo que se trata de uma medida “simbólica”.

Madeira introduz

Madeira introduz “algumas restrições” no horário das luzes de Natal

O Governo da Madeira (PSD/CDS-PP) vai introduzir “algumas restrições” no horário das iluminações públicas de Natal e Fim de Ano, indicou o chefe do executivo, admitindo que se trata de uma medida “simbólica”.

Madeira introduz “algumas restrições” no horário das luzes de Natal. “É simbólico, mas os exemplos são simbólicos”, disse Miguel Albuquerque, referindo-se ao Plano Regional de Poupança de Energia (PRPE), que foi aprovado em reunião do Conselho do Governo Regional na quinta-feira e que determina várias medidas restritivas para a Administração Pública e recomendações para o setor privado.

Para ler depois
Os 5 municípios portugueses que pediram para aumentar o preço da água (… continue a ler aqui)

Falando à margem de uma visita às obras de canalização de dois ribeiros em Santo António, nos arredores do Funchal, o governante madeirense explicou que entre 08 de dezembro a 06 de janeiro as iluminações públicas decorativas vão estar ligadas das 18:00 às 00:00, com exceção de seis dias — 23, 24, 25, 30 e 31 de dezembro e 01 de janeiro — em que se mantêm acesas até às 01:00.

Miguel Albuquerque considerou que o PRPE é um documento “bem elaborado” e permite que as pessoas possam “usufruir das iluminações de Natal”. “Acho que está bem conseguido e nós temos de fazer algum esforço, também, sobretudo na Administração Pública, no sentido de introduzir alguma poupança”, reforçou, sublinhando: “Não fazia nenhum sentido que, face à crise energética que estamos a atravessar, o Governo [Regional] também não tivesse uma iniciativa nesse sentido, até para dar o exemplo.”

O Plano Regional de Poupança de Energia, aprovado na quinta-feira, contraria a posição inicialmente assumida pelo executivo madeirense, na sequência da resolução de Conselho de Ministros, publicada em 27 de setembro, referente ao plano nacional de poupança de energia 2022-2023.

Nesse dia, Miguel Albuquerque afirmou que o Governo Regional não iria limitar a iluminação decorativa no Natal e Fim do Ano por considerar que ser parte da “identidade regional” e da “atratividade turística” do arquipélago. “É uma exceção em nome da economia”, disse na altura.

De acordo com uma portaria publicada no jornal oficial da região em julho, o Governo da Madeira (PSD/CDS-PP) vai investir cerca de 1,9 milhões de euros nas iluminações das festas de Natal e Fim do Ano de 2022/2023 e 2023/2024 e de Carnaval dos próximos dois anos.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS