Macau sobe nível de alerta devido a tempestade tropical

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau (SMG) subiram hoje o alerta de tempestade tropical para sinal 3 e avisaram sobre a possibilidade de inundações nas zonas baixas da cidade.

Macau sobe nível de alerta devido a tempestade tropical

Macau sobe nível de alerta devido a tempestade tropical

Os Serviços Meteorológicos e Geofísicos de Macau (SMG) subiram hoje o alerta de tempestade tropical para sinal 3 e avisaram sobre a possibilidade de inundações nas zonas baixas da cidade.

O sinal 3 foi emitido às 20:00 (13:00 em Lisboa), numa altura em que a tempestade tropical “Nangka” (2016) estava a cerca de 470 quilómetros a su-sueste de Macau.

O sinal 1 tinha sido emitido no domingo.

“Nas pontes, o vento pode atingir, ocasionalmente, o nível forte com rajadas. Recomenda-se a todos os condutores a prestarem atenção, e sugere-se que os condutores de motociclos e ciclomotores utilizem a via reservada a motociclos e ciclomotores na Ponte Sai Van”, indicaram as autoridades, em comunicado.

“Sob a confluência do ‘Storm Surge’ e aguaceiros fortes, entre as 04:00 e as 09:00 horas do dia 13 [terça-feira], podem ocorrer inundações em zonas baixas. A altura de inundação prevista é cerca de 0,4 metros”, acrescentaram.

O SMG explicou ainda que é “relativamente baixa a moderada” a possibilidade de a tempestade tropical subir para o nível 8 de alerta na manhã de terça-feira.

Para este ano, as autoridades de Macau disseram prever quatro a seis tempestades tropicais no território, algumas delas podendo mesmo “atingir o nível de tufão severo ou supre tufão”.

Desde 2017, dois tufões obrigaram as autoridades a emitir o alerta máximo. Em setembro de 2018, a passagem do tufão Mangkhut por Macau deixou prejuízos económicos diretos e indiretos no valor de 1,74 mil milhões de patacas (180 milhões de euros).

O Mangkhut provocou 40 feridos e inundações graves no território, onde o sinal máximo de tempestade tropical esteve içado várias horas. Ao todo, as autoridades retiraram 5.650 cidadãos das zonas baixas e 1.346 pessoas recorreram a centros de abrigo de emergência.

Um ano antes, o tufão Hato (posteriormente denominado de Yamaneko pelas autoridades locais), apesar de se caraterizar pela mesma intensidade do Mangkhut, causou 10 mortos, 240 feridos e prejuízos avaliados em 12,55 mil milhões de patacas (1,32 mil milhões de euros).

MIM (JMC) // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS