Lontra bebé com apenas 111 gramas encontrada no centro de Mirandela

Uma lontra bebé que pesava apenas 111 gramas, com apenas um ou dois dias de vida foi encontrada em Mirandela. Está no Hospital Veterinário da UTAD, em Vila Real.

Lontra bebé com apenas 111 gramas encontrada no centro de Mirandela

Uma lontra bebé que pesava apenas 111 gramas, com apenas um ou dois dias de vida foi encontrada em Mirandela. Está no Hospital Veterinário da UTAD, em Vila Real.

Uma lontra bebé foi encontrada no interior de uma tampa de saneamento no centro de Mirandela. Resgatada pelos bombeiros, o animal recém-nascido foi encontrado na rua da República, às 13h00 da última terça-feira, 19 de maio, por Carina Barbosa e duas amigas que passeavam no local, noticia esta manhã o JN. «Avistámos um gato e achámos estranho estar sempre a olhar para uma tampa de saneamento. Percebemos que poderia lá estar uma cria. Ouvimos o som de um miar excessivo e decidimos chamar os bombeiros, que se deslocaram ao local e resgataram o animal», contou Carina àquele jornal diário.

LEIA DEPOIS
Japonês resgata cachorro mas depressa percebe que afinal o cão não era um cão
Japonês resgata cachorro mas depressa percebe que afinal o cão não era um cão

Lontra bebé pesava 111 gramas e teria «um a dois dias de vida»

Na madrugada do mesmo dia, a jovem contactou a Associação de Defesa Animal do Nordeste. O presidente da associação, Tito Resende, indicou-lhes uma clínica veterinária para onde o animal poderia ser levado. «Tudo apontava para que fosse um gato bebé. Mas a veterinária ligou-nos depois a dizer que afinal se tratava de uma lontra bebé, com apenas 111 gramas, que devia ter um ou dois dias de vida.» Na manhã seguinte, quarta-feira, a lontra bebé foi transportada pela GNR de Mirandela ao Hospital Veterinário da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, onde está a ser acompanhada.

Confinamento humano ‘convida’ animais selvagens para zonas urbanas

O presidente da direção da ADAN diz que têm sido «avistadas lontras no espelho de água do rio Tua», que atravessa a cidade, e que esta lontra bebé se terá perdido da mãe. Tito Resende contou ainda ao JN que também têm sido avistadas raposas na cidade, à noite, e avança com uma explicação. «Talvez devido ao confinamento que vivemos tenham aparecido animais selvagens que não é muito habitual aparecerem por estas bandas.»

LEIA AGORA
Javalis invadem a Costa de Caparica [vídeo]
Javalis invadem a Costa de Caparica [vídeo]

Impala Instagram


RELACIONADOS