Ladrões atacam polícias após serem libertados

Jovens de 18 e 20 anos já haviam sido condenados e libertados pouco tempo antes. Confronto com polícias acabou com três inspetores da PJ feridos.

Ladrões atacam polícias após serem libertados

Ladrões atacam polícias após serem libertados

Jovens de 18 e 20 anos já haviam sido condenados e libertados pouco tempo antes. Confronto com polícias acabou com três inspetores da PJ feridos.

Dois jovens com 18 e 20 anos, já referenciados e condenados a duas penas de prisão por participação em vários atos criminosos, envolveram-se em agressões com três inspetores da Polícia Judiciária (PJ).

Poucas semanas antes, o tribunal teve em conta a tenra idade de ambos e decidiu suspender as sanções. O mais velho ficou com a pena de cinco anos suspensa e o mais novo saiu também em liberdade, ainda que tivesse sido condenado a um ano e meio de cadeia.

Na quarta-feira, 20 de janeiro, os dois foram apanhados numa rua em Queluz, Sintra, a assaltar um homem. Recorreram a ameaça e agressão física para tentar roubar o telemóvel da vítima e resistiram quando foram surpreendidos pelos elementos da Polícia Judiciária que se encontravam nas imediações.

O confronto entre polícias e agressores acabou com três inspetores da PJ feridos. Dois sofreram apenas ferimentos ligeiros, mas o terceiro foi atingido com um vidro no glóbulo ocular, tendo sido encaminhado para o hospital e operado de urgência. Os dois jovens acabaram detidos, não só por roubo, mas também por coação e agressão a funcionário.

O mais novo afirmou ser estudante e o segundo disse estar desempregado. Foram presente no Tribunal de Instrução Criminal de Sintra e, desta vez, não tiveram a sorte de ser libertados. Vão aguardar julgamento em prisão preventiva e arriscam-se a ter de cumprir as duas condenações a que tinham sido condenados, recentemente, e que se encontravam suspensas.

LEIA MAIS
Grupo de homens ataca e viola criança raptada junto ao Colombo

Impala Instagram


RELACIONADOS