Juíza do Supremo Tribunal dos EUA Ruth Bader Ginsburg morre aos 87 anos

A juíza do Supremo Tribunal dos Estados Unidos Ruth Bader Ginsburg morreu aos 87 anos de “complicações causadas por um cancro do pâncreas”, anunciou o tribunal.

Juíza do Supremo Tribunal dos EUA Ruth Bader Ginsburg morre aos 87 anos

Juíza do Supremo Tribunal dos EUA Ruth Bader Ginsburg morre aos 87 anos

A juíza do Supremo Tribunal dos Estados Unidos Ruth Bader Ginsburg morreu aos 87 anos de “complicações causadas por um cancro do pâncreas”, anunciou o tribunal.

Em comunicado, o tribunal indicou que a juíza “morreu esta noite [sexta-feira] rodeada pela família, na sua casa, em Washington”.

O juiz-presidente do Supremo Tribunal dos Estados Unidos, John Roberts, afirmou que o país “perdeu uma jurista de dimensão histórica”.

“Perdemos uma colega estimada. Hoje estamos de luto, mas confiantes de que as gerações futuras recordarão Ruth Bader Ginsburg como nós a conhecemos, uma incansável e decidida campeã da justiça”, indicou.

Em julho, Ginsburg tinha anunciado que estava a fazer quimioterapia para lesões no fígado, a última das várias batalhas que travou contra o cancro desde 1999.

Nos últimos anos como juíza do Supremo Tribunal, Ginsburg, conhecida pelas iniciais “RBG”, afirmou-se como líder inquestionável da ala progressista da instituição e na defesa dos direitos das mulheres e das minorias, conquistando admiradores entre várias camadas da população norte-americana.

A morte da juíza representa um duro golpe para os progressistas norte-americanos e poderá alterar o equilíbrio da instituição em benefício dos conservadores, de acordo com vários observadores.

A questão da substituição de RBG vai dominar o final da campanha para as presidenciais norte-americanas, previstas para 03 de novembro.

EJ // EJ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS