Jovem de 15 anos morto pelo pai ao tentar defender a mãe

O pai do jovem acabou por se suicidar e a mãe encontra-se em estado grave. O caso está a chocar os habitantes em Espanha, onde a família vive.

Jovem de 15 anos morto pelo pai ao tentar defender a mãe

Jovem de 15 anos morto pelo pai ao tentar defender a mãe

O pai do jovem acabou por se suicidar e a mãe encontra-se em estado grave. O caso está a chocar os habitantes em Espanha, onde a família vive.

Ismael, um jovem de 15 anos, morreu esta quarta-feira, 7 de agosto, ao tentar defender a mãe, Gema, de 39 anos, das agressões do pai, Mustafá, de 41 anos, que se suicidou após o homicídio. Os vizinhos da cidade de Teruel, Espanha, onde viviam, mostram-se perplexos com o que aconteceu a esta família, mas em nada se surpreendem com o fato de Ismael ter tentado defender a mãe, de quem era muito «dependente», avança o El País.

LEIA DEPOIS
Jornal publica edição em branco para protestar contra a crise no país

Jovem meteu-se entre a mãe e a arma branca

Um dia antes do incidente, a mãe e o filho saíram da casa onde viviam devido a uma forte discussão entre os progenitores do jovem. Gema terá sido surpreendida pelo marido, que a tentou esfaquear. Ismael tentou defender a mãe e meteu-se entre ela e a arma branca, acabando por morrer no local. Depois da morte do filho, o alegado agressor atirou-se do quarto andar do prédio. Fontes próximas da investigação revelam à publicação espanhola que a mãe do jovem se encontra em estado grave, mas estável, e está hospitalizada em Saragoça.

Mustafá, o pai do jovem, de origem muçulmana, trabalhava na central térmica de Andorra. Amigos, colegas e vizinhos garante que nunca se tinha apercebido de qualquer tipo de violência entre a família e que Mustafá adorava o filho. Já as autoridades garantem que não há registos de qualquer denúncia de abuso doméstico. Algo que é comum nos casos de violência doméstica, acrescentam.

Jovens unem-se para manifestação

A história está a comover os vizinhos e amigos do jovem e mais de trinta alunos do Instituto Pablo Serrano, Espanha, onde estudava Ismael, juntaram-se para uma manifestação em nome do adolescente. «Era muito gentil e gracioso», dizem.

Ismael é o terceiro caso em Espanha

A delegação do Governo para a Violência de Género confirmou que o assassinato do menor de 15 anos é uma caso de violência de género. Só no ano de 2019, até agora, há registo de 38 mulheres assassinados pelos companheiros. No entanto, só em 2013 é que os homicídios dos filhos dos agressores foram contabilizados nas estatísticas oficial. Até então, 29 menores foram contabilizados. Ismael é o terceiro caso em Espanha, assassinado nestas circunstâncias.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para sexta-feira, 9 de agosto

Greve nos combustíveis. São estes os 333 postos onde poderá abastecer

Impala Instagram


RELACIONADOS