Conhece homem na internet e é morta. Suspeito esquartejou-a e deitou o corpo ao lixo

O suspeito entregou-se, esta quarta-feira, 4 de dezembro, às autoridades e confessou o crime: esquartejou o corpo de Marta – que conheceu na internet – e deitou os pedaços em vários contentores do lixo

Conhece homem na internet e é morta. Suspeito esquartejou-a e deitou o corpo ao lixo

Conhece homem na internet e é morta. Suspeito esquartejou-a e deitou o corpo ao lixo

O suspeito entregou-se, esta quarta-feira, 4 de dezembro, às autoridades e confessou o crime: esquartejou o corpo de Marta – que conheceu na internet – e deitou os pedaços em vários contentores do lixo

Marta Calvo, de 25 anos, estava desaparecida há 25 dias, em Valência, Espanha. O alerta foi dado pela mãe da jovem. O suspeito entregou-se, esta quarta-feira, 4 de dezembro, às autoridades e confessou o crime: esquartejou o corpo de Marta – que conheceu na internet – e deitou os pedaços em vários contentores do lixo, avança o jornal «El País».

LEIA DEPOIS

Polícia acusado de homicídio de menina de oito anos no Brasil

Mãe alertada por mensagem da filha

A denúncia do desaparecimento foi feito pela mãe da jovem, a 9 de novembro, depois de não conseguir contactar a filha há dois dias. A progenitora foi alertada por uma mensagem da filha, enviada pelo WhatsApp às 5h55, a 7 de noembro. Nesta, Marta escrevia a localização de onde estava, que apontava para uma casa alugada na localidade de Manuel, a 55 quilómetros de Valência.

Quando as autoridades chegaram ao local, o espaço encontrava-se limpo e os vizinhos relatam um forte cheiro a lixívia. O delegado do governo em Valência, Juan Carlos Fulgencio, disse em conferência de imprensa, que o suspeito se encontra detido nas instalações da Guardia Civil e tinha antecedentes criminais. Já esteve envolvido em tráfico de droga e foi preso em Itália. «Está detido e vai ser interrogado sobre o desaparecimento violento de Marta. A hipótese que sempre se apontou é que [a jovem] sofreu uma agressão violenta que possivelmente lhe fez perder a vida», declarou.

De acordo com a mesma publicação, apesar da confissão do suspeito, as autoridades mantém a investigação.

Suspeito descrito como um homem «extremamente educado»

 

O suspeito tem 38 anos e é natural da Colômbia. Já tinha sido investigado pela morte de outra mulher em Valência. Nºao lhe era conhecido nenhuma profissão, mas exibia um alto estilo de vida, demonstrado pelos carros de topo de gama que conduzia.

Os vizinhos descrevem-no, à mesma publicação, como um homem «extremamente educado», «respeitador», mas com «uma maneira esquisita de vestir-se» e sempre «de óculos e barba de poucos dias bem cuidada».

Texto: Jéssica dos Santos

LEIA MAIS

Os maiores erros que as pessoas cometem nas apps de encontros

Impala Instagram


RELACIONADOS