Jovem cozinheira pede ajuda em guardanapo após ser assediada pelo patrão

Rapariga de 19 anos acusa o homem de a querer drogar ao misturar a bebida com estupefacientes. Polícia encontrou cocaína no local.

Jovem cozinheira pede ajuda em guardanapo após ser assediada pelo patrão

Jovem cozinheira pede ajuda em guardanapo após ser assediada pelo patrão

Rapariga de 19 anos acusa o homem de a querer drogar ao misturar a bebida com estupefacientes. Polícia encontrou cocaína no local.

Uma jovem de 19 anos, funcionária de um snack-bar em Chapecó, no Brasil, usou o guardanapo de um lanche que preparou para pedir socorro. De acordo com a Guarda Municipal do município, o casal que recebeu a comida informou de imediato as autoridades sobre o pedido de ajuda que acabara de receber. Na mensagem, a jovem explica que estava a ser assediada pelo patrão.

O pedido foi entregue em regime de take-away. “Por favor, chame a polícia nesse endereço. Meu chefe está me assediando e está tentando me drogar. Sou cozinheira. Por favor, não é brincadeira“, escreveu a jovem no bilhete. Tido aconteceu na passada sexta-feira, 28 de maio.

Jovem cozinheira pede ajuda em guardanapo após ser assediada pelo patrão
Bilhete escrito pela jovem de 19 anos

A polícia deslocou-se ao estabelecimento por volta da meia-noite dessa mesma noite. Segundo os agentes, a mulher relatou que o chefe, um homem de 48 anos, tentou agarrá-la e chegou a oferecer-lhe cerca de 20 euros para que os dois tivessem relações sexuais. Além disso, o homem terá também oferecido cocaína e vinho à rapariga. Segundo a própria, o chefe terá misturado a bebida com estupefacientes com o objetivo de deixá-la drogada e/ou embriagada.

No local, a Guarda Municipal encontrou cocaína. O homem foi conduzido à esquadra local onde a ocorrência foi registada. Tal como dá conta a Globo, apesar de não ter sido detido, será aberto um inquérito para apurar os factos.

LEIA AINDA
Covid-19: Militar angolano matou adolescente por este não usar máscara
Covid-19: Militar angolano mata adolescente por este não usar máscara
A polícia angolana deteve, na vila de Cafunfo, província da Lunda Norte, um militar acusado de matar a tiro um adolescente, que alegadamente circulava na rua sem máscara facial contra a covid-19, anunciaram as autoridades locais. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS