Israel ataca alvos do Hamas em resposta a lançamento de balões incendiários

Aviões israelitas bombardearam hoje de madrugada dois alvos militares do Hamas em Gaza em resposta ao lançamento, na sexta-feira, de quatro balões incendiários para o seu território, tratando-se do segundo ataque na zona em menos de duas semanas.

Israel ataca alvos do Hamas em resposta a lançamento de balões incendiários

Israel ataca alvos do Hamas em resposta a lançamento de balões incendiários

Aviões israelitas bombardearam hoje de madrugada dois alvos militares do Hamas em Gaza em resposta ao lançamento, na sexta-feira, de quatro balões incendiários para o seu território, tratando-se do segundo ataque na zona em menos de duas semanas.

“Os caças do exército israelita atacaram um complexo do grupo Hamas e um ponto de lançamento de foguetes”, referiu, em comunicado, um porta-voz militar israelita.

O lança-foguetes situava-se muito próximo de uma área civil, o que “mostra, mais uma vez”, que o Hamas “continua a colocar em perigo civis palestinianos”, frisou.

Segundo a imprensa israelita, o ataque não causou feridos e ocorreu depois de o lançamento de balões incendiários, na sexta-feira, ter causado vários incêndios em zonas israelitas e causando prejuízos na agricultura em zonas junto à Faixa de Gaza.

Até ao momento, o Hamas não se pronunciou sobre o ataque.

Israel responsabiliza o movimento islamita Hamas, que governa em Gaza, por qualquer ação ou agressão proveniente de Gaza, e ataca, com frequência, em retaliação contra as posições do grupo.

Nos últimos meses, quando foram lançados balões incendiários, o exército intensificou a resposta, reagindo com bombardeamentos contra alvos do grupo islâmico. O último ataque foi há menos de duas semanas.

Israel e as milícias do Hamas e da Jihad Islâmica entraram em confronto em maio, numa guerra de 11 dias que matou 260 palestinos na faixa e 13 pessoas em Israel.

Desde que o cessar-fogo foi alcançado, uma calma tensa prevaleceu na área, apesar de alguns momentos de aumento da tensão.

Um dos elementos que vem acentuando a situação é o atraso na entrada de uma esperada remessa de dinheiro do Catar, destinada à ajuda humanitária em Gaza que, nos últimos anos, é um foco de disputas.

Israel aplica um bloqueio de ferro por terra, mar e ar em Gaza desde 2007, quando o Hamas passou a controlar o enclave.

Israel alega que o bloqueio é necessário para evitar que o Hamas aumente o seu potencial de armamento.

CP // FPA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS