Ilibado padre acusado de enviar vídeos eróticos a alunos de colégio católico

O inquérito-crime contra o padre Duarte Andrade e Sousa, acusado de enviar mensagens e vídeos de cariz sexual aos alunos, foi arquivado pelo Ministério Público.

Ilibado padre acusado de enviar vídeos eróticos a alunos de colégio católico

Ilibado padre acusado de enviar vídeos eróticos a alunos de colégio católico

O inquérito-crime contra o padre Duarte Andrade e Sousa, acusado de enviar mensagens e vídeos de cariz sexual aos alunos, foi arquivado pelo Ministério Público.

O patriarcado de Lisboa anunciou, nesta terça-feira, que o Ministério Público (MP) arquivou o inquérito- crime contra o padre Duarte Andrade e Sousa, avança o Correio da Manhã. O Sacerdote foi acusado de ter enviado mensagens e vídeos eróticos a alunos do 12º ano do colégio católico S. Tomás, em Lisboa. Foi de imediato afastado de todas as funções pastorais pelo patriarca D. Manuel Clemente. De acordo com a reitora do estabelecimento, Isabel Almeida e Brito, em declarações ao jornal digital 7Margens, terá sido o próprio sacerdote a assumir os factos e a dizer “que deixaria de aparecer no S. Tomás”.

Padre terá assumido linguagem imprópria

O caso foi tornado público quando alguns pais descobriram conteúdo obsceno nos telemóveis dos filhos, num grupo de WhatsApp que aquele padre mantinha com alunos do colégio, adianta o mesmo jornal. Em comunicado, o Patriarcado anunciou ter afastado um padre das suas funções, depois de ter conhecimento de “uma troca de mensagens contendo linguagem inapropriada” e remeteu o caso para a Comissão Diocesana de Proteção de Menores. O padre assumiu, perante as autoridades, que utilizou linguagem imprópria, alegando estar mal “psicologicamente”, avança o mesmo jornal.

Juiz arrasa padre de Viseu acusado de aliciar menor para sexo oral
A decisão instrutória sobre o caso do padre Luís Miguel Costa não deixa dúvidas: o sacerdote quis envolver-se sexualmente com o menor de 14 anos. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS