Idoso com demência morre após 14 horas despido no chão

Hustler morreu vítima de uma pneumonia.

Idoso com demência morre após 14 horas despido no chão

Idoso com demência morre após 14 horas despido no chão

Hustler morreu vítima de uma pneumonia.

David Hustler, de 75 anos, morreu dois dias depois de ter caído, num lar no Reino Unido, avança o The Mirror. O idoso, que sofria de demência e Alzheimer, foi deixado nu durante 14 horas. Foi encontrado por uma funcionária que o levou ao hospital. Hustler morreu vítima de uma pneumonia.

LEIA DEPOIS

Cientistas descobrem nova via terapêutica para tratar o Alzheimer

Cuidadoras de idoso acusadas de negligência grave

Os factos remontam a outubro de 2015, mas o caso só foi agora presente em tribunal. O juiz considera que David Hustler poderia ter sobrevivido se tivesse recebido «assistência adequada» no lar, refere a mesma publicação.

O idoso caiu no quarto e pediu ajuda. Kaniz Rashid e Margaret Shires, funcionárias do lar, foram ao seu encontro e voltaram a colocá-lo na cama, sem reportar a queda. Na manhã seguinte, um outro cuidador encontrou Hustler «claramente indisposto» e  levou-o para o hospital, onde foi diagnosticado com pneumonia. As cuidadoras estão acusadas de negligência grave. A sentença será conhecida no dia 31 de janeiro de 2020.

LEIA MAIS

Atletas de Seleção Sub-18 de São Tomé desaparecidos em Portugal

Impala Instagram


RELACIONADOS