Identificada mulher com amnésia encontrada em ilha na Croácia

Está desfeito o mistério. As autoridades da Croácia já identificaram a mulher resgatada numa parte “extremamente inacessível” da ilha de Krk, naquele país.

Identificada mulher com amnésia encontrada em ilha na Croácia

Identificada mulher com amnésia encontrada em ilha na Croácia

Está desfeito o mistério. As autoridades da Croácia já identificaram a mulher resgatada numa parte “extremamente inacessível” da ilha de Krk, naquele país.

Está desfeito o mistério. As autoridades da Croácia já identificaram a mulher resgatada numa parte “extremamente inacessível” da ilha de Krk, naquele país. A mulher foi encontrada por um pescador sentada numa rocha numa baía perto da vila de Soline, no norte da ilha, ensanguentada, desidratada e com amnésia. Não sabia quem era, como tinha chegado ali. Não tinha passaporte, qualquer documento ou telemóvel. Depois de ser vista por uma equipa médica, chegou-se à conclusão que esta tinha passado várias noites ao relento, rodeada por ursos que habitam as redondezas. Agora, a sua identidade foi desvendada: chama-se Daniela Adamcova, tem 57 anos e é eslovaca.

De acordo com o The Guardian, que cita a polícia croata, a identidade foi determinada após amigos e conhecidos de ambos os países a terem reconhecido na fotografia divulgada na passada segunda-feira. Alguns turistas checos disseram lembrar-se de a terem conhecido na costa da Dalmácia e alegaram que estaria a passar férias sozinha naquele país.

Desenhou joias para Brigitte Bardot e Barbra Streisand

Daniela Adamcova trabalhou como estilista nos Estados Unidos, desenhou joias para celebridades de Hollywood como Diana Ross, Brigitte Bardot e Barbra Streisand e o seu trabalho apareceu na série de televisão Friends. Segundo o jornal local “24Sata”, a confirmação da identidade de Dana Adamcova também veio do outro lado do oceano Atlântico, onde morou intermitentemente até 2015.

A mulher, que mede 1.70 metros e tem cabelo pelos ombros, estava tão fraca que mal conseguia beber água. Apesar de não correr risco de vida, continua hospitalizada em Rijeka para recuperar das mazelas. Um habitante local não escondeu a estupefação com a situação. “Não há vida ou animal, exceto talvez javalis ou ursos que nadam até aqui em busca de comida, mas também isso é uma raridade porque quase não há comida. Uma mulher desta idade certamente não consegue nadar essa distância, era preciso ter uma força extraordinária”.

LEIA AINDA
Portugueses acusados de violação em Gijón libertados

Impala Instagram


RELACIONADOS