Hospital de Faro declara óbito de criança que está viva

O erro do Hospital de Faro foi detetado pela mãe do menino, de dois anos, durante uma ida às urgências.

Hospital de Faro declara óbito de criança que está viva

Hospital de Faro declara óbito de criança que está viva

O erro do Hospital de Faro foi detetado pela mãe do menino, de dois anos, durante uma ida às urgências.

O caso é insólito, mas aconteceu. O Hospital de Faro declarou recentemente o óbito de uma criança de dois anos que, afinal, está viva. O erro da unidade hospitalar, segundo avança o CM, foi detetado quando a mãe do menino foi com ele às urgências, uma semana depois de aí ter estado para tratar uma otite do filho. Ao dirigir-se ao balcão de atendimento, Sandra Portela é informada de que a criança está registada no sistema «como óbito».

LEIA DEPOIS
João Almeida e a paralisia do Estado

Carta a lamentar morte de menino

Perante tal afirmação, a mulher, residente na Fuseta, Olhão, mostrou-se incrédula e a funcionária do hospital algarvio terá afirmado que o erro seria corrigido. No entanto, uma semana depois desta situação bizarra, Sandra Portela foi novamente com a criança às urgências esta sexta-feira-feira, 7 de fevereiro, e dizem-lhe que tinha sido enviada para sua casa uma carta do Serviço de Assistência Espiritual e Religiosa do Hospital de Faro a apresentar os pêsames pela morte do filho.

A mulher não esconde a sua revolta e indignação. O hospital, questionado pelo jornal diário, revela já ter aberto um inquérito interno para averiguar a falha grave.

LEIA MAIS
Condenado a 99 anos de prisão por “encomendar” morte da mãe
Funchal | Homem cria perfil falso na Internet e viola menina de 11 anos

Impala Instagram


RELACIONADOS