Homicida do cabeleireiro português esteve horas com o cadáver no quarto do hotel

Ricardo Marques Ferreira foi assassinado depois de uma noite num bar gay.

Homicida do cabeleireiro português esteve horas com o cadáver no quarto do hotel

Homicida do cabeleireiro português esteve horas com o cadáver no quarto do hotel

Ricardo Marques Ferreira foi assassinado depois de uma noite num bar gay.

O homicida do cabeleireiro dos famosos, Ricardo Marques Ferreira, só deixou o quarto do hotel onde aconteceu o crime quando uma empregada de limpeza abriu a porta pelas 14h00 de sexta-feira, ou seja muitas horas depois de o barulho acabar.  Segundo o Correio da Manhã, este dado aponta para que a polícia acredita que o brasileiro terá permanecido ao lado do cadáver do cabeleireiro durante várias horas depois de o ter assassinado com várias facadas.

LEIA DEPOIS

Mulher perdida no mar sobrevive a comer apenas doces

Homicida colocou-se em fuga até à estação de comboios mais próxima

De acordo com a mesma publicação, o suspeito não fugiu sem que ninguém tivesse dado conta. A fuga só aconteceu porque uma funcionária do hotel, na Suíça, abriu a porta do quarto. Quando isso aconteceu, o homem levantou-se e correu para a porta, fugindo na direção da estação de comboios mais próxima. A sua fuga foi filmada por câmaras de videovigilância e foram essas imagens que ajudaram a identificar o suspeito. O homem foi então preso menos de 48 horas depois da fuga.

No entanto, as autoridades estão ainda a investigar o motivo do crime, uma vez que ainda não está esclarecido. Os dois homens ter-se-ão conhecido durante a noite num bar gay e de seguida rumaram ao hotel onde Ricardo Marques Ferreira estava a viver. Ao que tudo indica, envolveram-se numa discussão. Discussão essa que terminou no homicídio do cabeleireiro madeirense de 49 anos.

LEIA MAIS

Em Portugal, com que idade morrem as mulheres? E os homens?

Previsão do tempo para quarta-feira, 6 de novembro

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS