Prisão preventiva para suspeito de matar companheira em Cascais

O homem de 61 anos detido por ter matado, na sexta-feira, a companheira, de 42 anos, com quem residia no concelho de Cascais ficou em prisão preventiva, anunciou a Polícia Judiciária (PJ).

Prisão preventiva para suspeito de matar companheira em Cascais

Prisão preventiva para suspeito de matar companheira em Cascais

O homem de 61 anos detido por ter matado, na sexta-feira, a companheira, de 42 anos, com quem residia no concelho de Cascais ficou em prisão preventiva, anunciou a Polícia Judiciária (PJ).

De acordo com nota da PJ, o homem foi presente ao Tribunal de Instrução Criminal de Cascais, que lhe decretou a medida de coação mais gravosa, de prisão preventiva. Segundo a Polícia Judiciária, “o crime, de extrema violência, ocorreu na sequência de uma altercação familiar, tendo o arguido desferido diversos golpes de arma branca para atingir a vítima, além de ameaçar de morte as crianças, após o que se pôs em fuga para parte incerta”.

Prisão preventiva por matar mulher à facada em frente aos filhos

O homicídio ocorreu na noite de sexta-feira, na zona do Estoril, no interior da residência onde coabitava o suspeito, a vítima e dois menores (11 e 13 anos), lê-se no comunicado da PJ. “A vítima, inicialmente hospitalizada em estado grave, veio a falecer devido ao agravamento do seu estado clínico, provocado pelas lesões corto perfurantes que lhe foram infligidas”, adianta a PJ. Já o suspeito, que se tinha posto “em fuga para parte incerta”, viria a ser localizado, identificado e detido na terça-feira, “fora de flagrante delito”.

LEIA AGORA
Arrasta mulher para garagem, mata-a e suicida-se de seguida
Arrasta mulher para garagem, mata-a e suicida-se de seguida
“Larga-me, larga-me” foram as últimas palavras que se ouviram da boca de Carla Sofia, mãe de cinco filhos antes de ser arrastada para a garagem. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS