Homem morre ao ver carro ser destruído por incêndio em Ferreira do Alentejo

Um homem de 67 anos morreu hoje vítima de paragem cardíaca após um incêndio que destruiu a sua viatura e afetou uma casa no concelho de Ferreira do Alentejo, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Homem morre ao ver carro ser destruído por incêndio em Ferreira do Alentejo

Homem morre ao ver carro ser destruído por incêndio em Ferreira do Alentejo

Um homem de 67 anos morreu hoje vítima de paragem cardíaca após um incêndio que destruiu a sua viatura e afetou uma casa no concelho de Ferreira do Alentejo, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

Um homem de 67 anos morreu hoje vítima de paragem cardíaca após um incêndio que destruiu a sua viatura e afetou uma casa no concelho de Ferreira do Alentejo, disse à Lusa fonte dos bombeiros.

LEIA DEPOIS: Brasil regista recorde de violações sexuais em 2018

O incêndio deflagrou cerca das 10:50 numa carrinha ligeira de transporte de mercadorias que pertencia à vítima e estava estacionada numa rua da localidade de Figueira de Cavaleiros, concelho de Ferreira do Alentejo, distrito de Beja, explicou o adjunto do comando dos Bombeiros Voluntários de Beja, Pedro Santos.

Segundo Pedro Santos, o incêndio propagou-se a uma casa que servia de armazém e a um posto de eletricidade adjacentes e, na sequência do incidente, o dono da viatura que ardeu sentiu-se mal disposto no local, ficou inconsciente e teve uma pararem cardiorrespiratória.

Homem foi submetido a manobras de reanimação

O homem foi submetido a manobras de reanimação realizadas por bombeiros de Ferreira do Alentejo e assistido pela equipa da viatura médica de emergência e reanimação do hospital de Beja, mas acabou por morrer e o óbito foi decretado no local, disse.

O alastrar das chamas ao posto de eletricidade “provocou algumas faíscas e descargas elétricas, o que não permitiu uma rápida atuação dos bombeiros em segurança” no combate ao fogo, disse, referindo que o incêndio destruiu a viatura e afetou a fachada da casa que pertencia a um vizinho da vítima.

O combate às chamas, que já foram extintas, e as operações de socorro à vítima envolveram 23 operacionais e oito veículos dos Bombeiros Voluntários de Beja e Ferreira do Alentejo, da GNR, da EDP e do Instituto Nacional de Emergência Médica de Portugal (INEM).

LEIA MAIS

Uber corta mais de 400 postos de trabalho

Previsão do tempo para quinta-feira, 12 de setembro

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS