Agride mulher e liga para a polícia: «Venham rápido senão eu mato-a»

Um homem, de 59 anos, ligou no sábado passado à polícia de Carnaxide, Oeiras, a pedir a presença de agentes para que o impedissem de matar a mulher.

Agride mulher e liga para a polícia: «Venham rápido senão eu mato-a»

Agride mulher e liga para a polícia: «Venham rápido senão eu mato-a»

Um homem, de 59 anos, ligou no sábado passado à polícia de Carnaxide, Oeiras, a pedir a presença de agentes para que o impedissem de matar a mulher.

Um homem, de 59 anos, foi detido, este sábado à noite, depois de ter tentado estrangular a mulher e de a ter ameaçado de morte. O agressor encontrava-se alcoolizado e terá iniciado uma discussão, sem motivo aparente, com a companheira. Durante a troca acesa de palavras, o suspeito lançou as mãos ao pescoço da vítima.

Segundo o Correio da Manhã, o suspeito ligou para a PSP de Carnaxide, Oeiras, a pedir a presença de agentes para que o impedissem de matar a mulher: «Venham rápido senão eu mato-a», afirmou.

Homem foi obrigado a sair de casa

O homem foi presente a juiz de instrução criminal do Tribunal de Oeiras e está sujeito a apresentações periódicas numa esquadra da PSP. Foi ainda obrigado a sair de casa e está impedido de contactar com a vítima, sendo vigiado através de uma pulseira eletrónica.

LEIA MAIS
Bom dia. Estes são os assuntos mais lidos das últimas 24 horas
Previsão do tempo para quinta-feira, 21 de março

Impala Instagram


RELACIONADOS