Homem atira-se ao mar para não pagar a conta de um restaurante

Foi apanhado pela polícia que teve de o perseguir de jet ski e ainda assim continuou a recusar-se a pagar.

Homem atira-se ao mar para não pagar a conta de um restaurante

Homem atira-se ao mar para não pagar a conta de um restaurante

Foi apanhado pela polícia que teve de o perseguir de jet ski e ainda assim continuou a recusar-se a pagar.

O insólito aconteceu na Austrália. Um homem de 33 anos atirou-se ao mar depois de fugir sem pagar a conta de um restaurante, no valor de cerca de 440 euros (621 dólares australianos). A refeição em dívida incluiu duas lagostas, ostras, polvo bebé e várias bebidas. Quando foi apanhado pela polícia, os agentes ainda lhe deram a oportunidade de pagar a conta, mas recusou argumentando que a lagosta estava mal cozida.

Segundo o jornal australiano News, quando recebeu a conta, Peck fugiu dos funcionários do restaurante Omeros Bros Seafood e atirou-se ao mar, na praia Main Beach.

A polícia foi obrigada a perseguir o homem em jet skis e a mergulhar para retirar Peck da água

Depois de alcançado, inventou uma história mirabolante, dizendo que uma amiga entrara em trabalho de parto na praia e que foi auxiliá-la. Peck foi detido e e acusado de roubo, mas saiu sob fiança no mesmo dia. O caso vai agora para tribunal.

O caso tem feito sido muito falado na Austrália. Há quem defenda que o homem não deve ser julgado e que, a conta, era demasiado elevada. Por outro lado, muitas são os que acreditam que deve ser punido, como forma de exemplo para outras pessoas. A zona de restauração onde tudo decorreu tem registado vários casos de clientes que fogem sem pagar avultadas contas. Contudo, é também conhecida como uma área onde não existem soluções económicas para fazer refeições.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS