Hezbollah diz que dois drones israelitas cairam em Beirute sem serem atingidos

Um porta-voz do Hezbollah libanês anunciou hoje que dois ‘drones’ israelitas caíram em Beirute, sem que o grupo tivesse disparado sobre eles.

Hezbollah diz que dois drones israelitas cairam em Beirute sem serem atingidos

Hezbollah diz que dois drones israelitas cairam em Beirute sem serem atingidos

Um porta-voz do Hezbollah libanês anunciou hoje que dois ‘drones’ israelitas caíram em Beirute, sem que o grupo tivesse disparado sobre eles.

Mohammed Afif disse que um pequeno avião não tripulado de reconhecimento caiu no telhado de um prédio que abriga o gabinete de comunicação do Hezbollah, no bairro de Moawwad, em Dahyeh, o baluarte do grupo na parte sul da capital libanesa.

O responsável afirmou que um segundo ‘drone’, aparentemente enviado por Israel para buscar o primeiro, explodiu no ar menos de 45 minutos depois e caiu nas redondezas – uma explosão que terá sido ouvida pelos moradores da zona.

“Nós não abatemos nem explodimos nenhum dos ‘drones'”, assegurou Afif à agência Associated Press.

Afif acrescentou que o líder do Hezbollah, Hassan Nasrallah, dará hoje uma resposta “apropriada” durante uma aparição televisiva.

No sábado, aviões de guerra israelitas atacaram alvos perto da capital síria, no que o exército israelita disse ser um esforço bem-sucedido para impedir um iminente ataque de ‘drones’ iranianos contra Israel.

O ataque aéreo noturno, que provocou o fogo antiaéreo sírio, pareceu ser um dos ataques mais intensos das forças israelitas nos últimos anos.

Não foi possível verificar se os incidentes na Síria e no Líbano estão relacionados, nem houve comentários israelitas às observações do Hezbollah.

Israel realizou centenas de ataques nos últimos anos contra o Hezbollah e outros alvos iranianos na Síria.

Telavive considera o Irão como a sua maior ameaça e disse que não tolerará uma presença iraniana permanente na Síria ou a transferência de armas para o Hezbollah.

O Irão e o Hezbollah são aliados militares chave do presidente sírio Bashar Assad na guerra civil que dura há oito anos no país.

RCS // EA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS