Produtor paga 22 milhões a atrizes que o acusam de assédio sexual

O tribunal ainda vai ter de aprovar a decisão.

Produtor paga 22 milhões a atrizes que o acusam de assédio sexual

Produtor paga 22 milhões a atrizes que o acusam de assédio sexual

O tribunal ainda vai ter de aprovar a decisão.

O produtor Harvey Weinstein, acusado de vários casos de assédio sexual, chegou a um acordo de 22 milhões de euros com as atrizes que o processaram.

LEIA DEPOIS

Reino Unido. Português condenado por assédio sexual de menor

O tribunal ainda vai ter de aprovar a decisão, avança o jornal The New York Times. A defesa das vítimas e do arguido estão em negociações e em breve, segundo a mesma publicação, chegarão a um consenso. O acordo terá de ter a assinatura de pelo menos dois juízes.

Harvey Weinstein poderá livrar-se da maioria das acusações de que é alvo

No entanto, o acordo ainda pode ser recusado, dado que alguns dos advogados das alegadas vítimas se mostraram contra. Caso seja aprovado, Harvey Weinstein poderá livrar-se da maioria das acusações de que é alvo.

Os 18,5 milhões de dólares (16,6 milhões de euros) destinam-se aos autores de uma ação coletiva e outra ação movida pelo Ministério Público de Nova Iorque, bem como para os futuros demandantes num processo que seria conduzido por um profissional indicado pelo tribunal e que alocaria os fundos de acordo com a gravidade de cada caso.

Texto: Jéssica dos Santos com Lusa

LEIA MAIS

Instituições cortam relações com príncipe André após entrevista sobre Epstein

Impala Instagram


RELACIONADOS