Grupos armados matam duas pessoas e ferem turista em praia no México

Grupos armados mataram dois alegados criminosos e feriram um turista após um ataque numa praia na zona costeira de Puerto Morelos, no Caribe mexicano, de acordo com a Procuradoria do estado de Quintana Roo.

Grupos armados matam duas pessoas e ferem turista em praia no México

Grupos armados matam duas pessoas e ferem turista em praia no México

Grupos armados mataram dois alegados criminosos e feriram um turista após um ataque numa praia na zona costeira de Puerto Morelos, no Caribe mexicano, de acordo com a Procuradoria do estado de Quintana Roo.

Grupos armados mataram dois alegados criminosos e feriram um turista após um ataque numa praia na zona costeira de Puerto Morelos, no Caribe mexicano, de acordo com a Procuradoria do estado de Quintana Roo. “A Procuradoria-Geral do estado de Quintana Roo informa que se registou um confronto entre membros de grupos rivais de narcotraficantes numa praia da Bahía Petempich, em Puerto Morelos. Dois deles perderam a vida no local. Não feridos graves”, indicou no Twitter.

Além disso, detalhou numa outra mensagem que um turista teve de receber tratamento médico “por um ferimento leve”. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de Quintana Roo, não há turistas feridos com gravidade ou sequestrados. Momentos antes, havia informado que “uma atividade irregular, ocorrida nas imediações de um hotel, localizado no município de Puerto Morelos, foi denunciada ao 911 [número de emergência]”. “A Polícia de Quintana Roo já tomou conta da ocorrência. Informação preliminar”, adiantou a Secretaria de Segurança Pública.

De acordo com imagens de cidadãos partilhadas nas redes sociais, o momento gerou pânico em vários hotéis da zona — exclusiva — de Puerto Morelos, onde muitas pessoas em fato de banho se refugiaram dentro de estabelecimentos. O Caribe mexicano, um dos centros turísticos do país, vive há meses uma onda de violência devido ao confronto de vários grupos armados. Em 21 de outubro, um tiroteio num restaurante em Tulum provocou a morte a dois turistas estrangeiros e feriu outros três.

Também em setembro, houve outro tiroteio num estabelecimento em Tulum, tendo originado duas vítimas mortais. Nos primeiros dois anos de mandato do presidente Manuel López Obrador, o México registou os dois anos mais violentos da sua história, com 34.689 vítimas de homicídio em 2019 e 34.558 em 2020. Entre janeiro e setembro, o país acumula 25.392 homicídios, uma redução de 3,4% face ao período homólogo do ano passado. Nos primeiros nove meses do ano, Quintana Roo soma 495 assassínios.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS