Está grávida? Não tome este medicamento, pode reduzir o QI do bebé

Está grávida? Não tome este medicamento, pode reduzir o QI do bebé

Um novo estudo revela que tomar paracetamol durante a gravidez pode reduzir o QI do bebé, aumentar o risco de hiperatividade e de autismo.

Um novo estudo divulgado revela os efeitos secundários do paracetamol quando tomados por uma grávida. Os especialistas afirmam que este medicamento pode reduzir o QI do bebé, aumentar igualmente o risco de desenvolvimento de hiperatividade e de autismo. Além disso, os bebés expostos ao paracetamol durante a gestação apresentam ainda maiores dificuldades na fala.

LEIA MAIS: Autoridades da Guatemala acionam alerta vermelho por causa de vulcão

Uma equipa de investigadores da Universidade de Harvard analisou 150 mil mães de todo o mundo e os respetivos bebés. Ao longo da pesquisa, os especialistas registaram um decréscimo de três pontos no QI de crianças com cinco anos de idade cujas progenitoras tinham tomado paracetamol com o intuito de aliviar a sensação de dor, não tendo febre.

Os investigadores apuraram também que as crianças expostas aquela droga no útero apresentavam maiores dificuldades no desenvolvimento da fala.

O Paracetamol é responsável pela alteração de várias hormonas

Os dados apresentados indiciam que o paracetamol pode ser responsável pela alteração do equilíbrio de várias hormonas fundamentais ainda no útero. Os médicos recomendam que as grávidas evitem a toma de medicamentos, especialmente durante os três primeiros meses da gravidez.

O paracetamol é recomendado, por norma, como um tipo de medicação segura. Mas o estudo publicado alerta: «as mulheres grávidas devem ter em atenção o uso indiscriminado deste tipo de fármaco».

LEIA MAIS: Previsão do tempo para terça-feira, 20 de novembro de 2018

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS