GNR interrompe festa ilegal com 200 pessoas em Almada

O local foi encerrado e foram elaborados autos de contraordenação.

GNR interrompe festa ilegal com 200 pessoas em Almada

GNR interrompe festa ilegal com 200 pessoas em Almada

O local foi encerrado e foram elaborados autos de contraordenação.

A Guarda Nacional Republicana encerrou hoje um estabelecimento comercial, no concelho de Almada, onde estava a decorrer uma festa com cerca de 200 pessoas, em incumprimento com as medidas em vigor devido à pandemia de covid-19.

Em comunicado, a GNR refere que os militares deslocaram-se ao estabelecimento comercial no concelho de Almada na sequência de uma denúncia que relatava a existência de uma festa.

“Os militares da Guarda deslocaram-se para o local para cessar a festa que estava a decorrer, verificando que se encontravam cerca de 200 pessoas no estabelecimento que não estavam a cumprir as medidas vigentes no âmbito da pandemia de covid-19”, refere aquela forla de força.

Segundo a corporação, o estabelecimento foi encerrado pelos militares da GNR que elaboraram os respetivos autos de contraordenação, além de terem apreendido 13 botijas de óxido nitroso e detido uma pessoa por condução sem habilitação legal.

A GNR refere ainda que esta ação contou com o reforço do Destacamento de Intervenção de Setúbal e da Unidade de Intervenção e garante que “foi utilizada a força estritamente necessária para garantir a segurança dos militares e o controlo da situação”.

 

LEIA AINDA
Covid-19: Boletim epidemiológico da DGS de 11 de fevereiro de 2021
Covid-19: Máscara obrigatória na rua até meio de setembro
O parlamento aprovou hoje o projeto-lei do PS que renova por mais 90 dias a obrigatoriedade de usar máscaras em espaços públicos, medida que vigora em Portugal desde 28 de outubro e que terminaria em 13 de junho. (… continue a ler aqui)

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS