GNR identifica suspeito de provocar fogo em Odemira

A GNR identificou um homem por suspeitas de ter provocado de forma negligente o incêndio florestal que consumiu 195 hectares e causou a morte de 34 cabeças de gado esta semana no concelho de Odemira, foi hoje anunciado.

GNR identifica suspeito de provocar fogo em Odemira

GNR identifica suspeito de provocar fogo em Odemira

A GNR identificou um homem por suspeitas de ter provocado de forma negligente o incêndio florestal que consumiu 195 hectares e causou a morte de 34 cabeças de gado esta semana no concelho de Odemira, foi hoje anunciado.

Contactada pela agência Lusa, fonte da GNR explicou que “o incêndio teve origem negligente, na sequência de trabalhos de corte com uma rebarbadora” realizados pelo homem, de 66 anos.

Em comunicado enviado à Lusa, a GNR refere que, após o alerta de incêndio, que deflagrou na terça-feira, na zona da Cova da Zorra, na freguesia de São Luís, militares da força de segurança deslocaram-se ao local, onde procederam a diligências de investigação e detetaram o ponto inicial de ignição.

O homem foi identificado na terça-feira.

Segundo a GNR, que remeteu os factos para o Tribunal Judicial de Odemira, o incêndio consumiu uma área de 195 hectares composta por sobreiros, azinheiras, medronheiros, mato e pasto, e causou a morte de 34 cabeças de gado, entre vacas, ovelhas e porcos, “em consequência das queimaduras sofridas e da inalação de fumos”.

O incêndio deflagrou na terça-feira, por volta das 14:00, e tinha sido dado como dominado na quarta-feira, cerca das 09:00, mas na quinta-feira teve uma reativação, às 11:47, que acabou por ser dominada no mesmo dia, às 14:53.

LL // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS