Covid-19: GNR interrompe festa ilegal com 19 jovens em Famalicão

A GNR interrompeu, na madrugada de hoje, uma festa ilegal que juntava 19 jovens numa moradia em Gondifelos, Vila Nova de Famalicão, em violação do dever geral de recolhimento, diz fonte daquela força.

Covid-19: GNR interrompe festa ilegal com 19 jovens em Famalicão

Covid-19: GNR interrompe festa ilegal com 19 jovens em Famalicão

A GNR interrompeu, na madrugada de hoje, uma festa ilegal que juntava 19 jovens numa moradia em Gondifelos, Vila Nova de Famalicão, em violação do dever geral de recolhimento, diz fonte daquela força.

Segundo, a fonte, os jovens transformaram a moradia “numa espécie de discoteca” para a festa ilegal. Todos os participantes foram objeto de contraordenações, que ascendem a 200 euros. Caso voltem a ser apanhados numa situação idêntica, incorrem num crime de desobediência.

O alerta para a situação foi dado pelas 00h30, tendo a GNR mobilizado para o local efetivos dos postos de Famalicão e Joane e ainda uma equipa do Destacamento de Intervenção. Os jovens foram autuados e encaminhados para as respetivas casas, tendo a situação ficado resolvida pelas 02h30.

Festa ilegal apesar de estado de emergência e recolhimento obrigatório

Portugal está em estado de emergência devido à pandemia de covid-19, vigorando a obrigação de recolhimento obrigatório. A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.466.453 mortos no mundo, resultantes de mais de 111 milhões de casos de infeção, segundo balanço da agência francesa AFP.

Ultrapassadas as 16 mil mortes em Portugal

Em Portugal, morreram 16.023 pessoas dos 798.074 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, cidade do centro da China.

LEIA AGORA
Covid-19: Carta aberta às televisões critica «pseudonotícias» que «só servem para lançar o pânico»
Covid-19: Carta aberta às televisões critica «pseudonotícias» que «só servem para lançar o pânico»
Dezenas de personalidades assinam uma carta aberta dirigida às televisões generalistas a pedir contenção na informação sobre a pandemia e a criticar o que consideram ser o excesso informativo, o tom agressivo usado nalgumas entrevistas e a “obsessão opinativa”. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS