GNR deteve 50 condutores por excesso de alcool, 28 dos quais com taxa considerada crime

A GNR deteve nas últimas 24 horas 50 condutores por conduzirem com excesso de álcool no sangue, 28 dos quais apresentavam valores considerados crime, e outras 19 pessoas por conduzirem sem carta.

GNR deteve 50 condutores por excesso de alcool, 28 dos quais com taxa considerada crime

GNR deteve 50 condutores por excesso de alcool, 28 dos quais com taxa considerada crime

A GNR deteve nas últimas 24 horas 50 condutores por conduzirem com excesso de álcool no sangue, 28 dos quais apresentavam valores considerados crime, e outras 19 pessoas por conduzirem sem carta.

Num comunicado em que faz o balanço das útimas 24 horas da Operação Natal, que arrancou no passado dia 19, a GNR informa que, entre quinta-feira e as 08:00 de hoje, deteve um total de 50 condutores por excesso de álcool, 28 dos quais com taxa de álcool no sangue igual ou superior a 1,2 g/l.

Leia depois
Fisco travou venda de 2.318 casas de habitação penhoradas desde 2019
O fisco travou a venda de 2.318 casas de habitação penhoradas por dívidas fiscais desde 2019, por estarem em causa imóveis afetos à habitação própria e permanente do devedor (… continue a ler aqui)

No total, foram fiscalizados 7.860 condutores e detetadas 1.907 contraordenações, das quais 557 por excesso de velocidade, 137 por falta de inspeção periódica obrigatória, 64 por falta ou incorreta utilização do cinto de segurança e/ou sistema de retenção para crianças, 49 por uso indevido do telemóvel durante a condução e 38 por falta de seguro de responsabilidade civil obrigatório. Quanto à sinistralidade rodoviária a GNR registou 265 acidentes, dos quais resultaram três vítimas mortais, quatro feridos graves e 50 feridos leves.

Foram fiscalizados 7.860 condutores e detetadas 1.907 contraordenações

No comunicado, a GNR sublinha que durante a Operação Natal irá continuar a dar prioridade à fiscalização da condução sob a influência do álcool e de substâncias psicotrópicas, ao excesso de velocidade e à falta de inspeção periódica obrigatória dos veículos, assim como às “manobras perigosas”, incorreta execução de manobras de ultrapassagem, mudança de direção e cedência de passagem e à utilização indevida do telemóvel. A “Operação Natal e Ano Novo 2022” da GNR decorre até ao dia 02 de janeiro.

Impala Instagram


RELACIONADOS