GNR detém seis homens suspeitos de furto qualificado em Albufeira

A GNR deteve seis homens suspeitos de furto qualificado cometidos no distrito de Faro, na segunda-feira, em Albufeira, no âmbito de uma investigação iniciada em abril

GNR detém seis homens suspeitos de furto qualificado  em Albufeira

GNR detém seis homens suspeitos de furto qualificado em Albufeira

A GNR deteve seis homens suspeitos de furto qualificado cometidos no distrito de Faro, na segunda-feira, em Albufeira, no âmbito de uma investigação iniciada em abril

Albufeira, Faro, 19 jul 2022 (Lusa) — A GNR deteve seis homens suspeitos de furto qualificado cometidos no distrito de Faro, na segunda-feira, em Albufeira, no âmbito de uma investigação iniciada em abril, anunciou hoje a corporação policial.

Os detidos têm entre 23 e 43 anos e foram identificados na investigação realizada pelo Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Loulé do Comando Territorial de Faro da GNR, iniciada após a ocorrência de vários furtos em viaturas utilizadas na construção, acrescentou a GNR num comunicado.

“No âmbito de uma investigação que decorria desde abril, por diversos furtos de viaturas ligadas à construção civil, os militares da Guarda encetaram diversas diligências policiais para identificar os autores dos crimes, onde foi possível detetar os suspeitos e os meios utilizados para a prática dos crimes”, assegurou o Comando Territorial de Faro.

A mesma fonte frisou que os resultados da investigação permitiram aos investigadores fundamentar seis mandados de detenção e sete mandados de buscas, quatro em domicílios e três em anexos, que foram executados na segunda-feira.

Na sequência das diligências realizadas, foram apreendidos “oito telemóveis, cinco televisores, três aspiradores industriais, duas viaturas, quatro jantes de automóveis, um piano elétrico, uma ‘hoverboard’, um sistema de retenção de menores para viaturas automóveis”, revelou a GNR.

Entre o material apreendido estavam também “cerca de 2.700 quilos de alfarroba, diversas ferramentas e maquinaria profissional”, assim como “artigos têxteis e peças de roupa” e “vestuário e calçado utilizados na prática dos furtos”, acrescentou.

A GNR referiu ainda que a execução dos mandados e as detenções foram efetuadas pelos elementos da investigação Criminal do Comando Territorial de Faro e contaram com a participação do Grupo de Intervenção e Operações Especiais (GIOE), do Grupo de Intervenção de Ordem Pública (GIOP) da Unidade de Intervenção (UI) e do Destacamento de Intervenção (DI) de Faro.

MHC // MCL

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS