Girafa e cria salvas de ilha que está a afundar-se no Quénia [fotos]

Uma girafa e a sua cria foram resgatadas nesta semana de uma pequena ilha onde tinham ficado encurraladas. A ilhota está a fundar-se e os animais tinham o destino traçado.

Girafa e cria salvas de ilha que está a afundar-se no Quénia [fotos]

Uma girafa e a sua cria foram resgatadas nesta semana de uma pequena ilha onde tinham ficado encurraladas. A ilhota está a fundar-se e os animais tinham o destino traçado.

Apesar de inusitado, o salvamento aconteceu. A girafa e a cria não teriam hipótese de se salvarem se organização norte-americana Save Giraffes Now em colaboração com autoridades conservacionistas locais não agissem rapidamente. Os animais estavam em perigo desde dezembro de 2020, no Quénia, mas o resgate só agora foi concluído com sucesso.

A espécie de Rothschild (Giraffa camelopardalis rothschildi) está na cada vez mais vasta lista de animais em risco de extinção. Desde 2001 que alguns deste espécimes viviam na Ilha Longicharo, no Lago Baringo do Quénia, como forma de preservação. No entanto, a elevação dos níveis de  água acabou por iniciar o afundamento da ilhota.

População ajudou a construir as barcaças para transportar a girafa e a cria

O receio de que estes últimos exemplares não conseguissem encontrar alimentos, os conservacionistas retiraram-nos do local. De acordo com a Northern Rangelands Trust (NRT), “os níveis de água no Lago Baringo têm subido há algum tempo, mas em 2020 a taxa aumentou”. Para que as girafas fossem retiradas do local e transferidas para um novo santuário, formou-se uma equipa de resgate e, para que cada girafa fosse transportada em segurança, a própria comunidade ajudou a construir barcaças reforçadas.

Nos últimos 30 anos, os cientistas aperceberam-se de que a quantidade de girafas tem vindo a diminuir drasticamente. A estimativa é que este decréscimo tenha sido de 40%, apesar de tudo muito menos do que a agora salvas, da espécie de Rothschild, em que a queda está estimada em 80%.

LEIA AGORA
Casal detido depois de violar e filmar mulher desmaiada em São Sebastião
Casal detido depois de violar e filmar mulher desmaiada em São Sebastião
O casal de acusados acaba de ser indiciado por violação de vulnerável e pode ser condenado a penas que variam entre os oito e os 15 anos de cadeia. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS