Funcionário de aeroporto adormece no porão de avião e acorda no outro lado do país

Funcionário de aeroporto adormece no porão de avião e acorda no outro lado do país

O funcionário do aeroporto de Kansas tratava apenas de colocar as malas dos passageiros no porão de um avião que seguia para a Chicago. Álcool foi um motivo, mas fala-se também em intoxicação.

Um operador de bagagens da American Airlines adormeceu no porão de carga de um avião, que voou de Kansas City a Chicago. Depois do momento insólito, este admitiu à polícia que o álcool era o motivo da sua «soneca». As cidades estão separadas por milhares de quilómetros, estando a mais de 2 horas de distância em ligação aérea.

LEIA MAIS: Mau cheiro forçou aterragem de emergência no aeroporto de Faro. Sim, leu bem

O homem, identificado apenas como funcionário da Piedmont Airlines, estava a trabalhar no Aeroporto Internacional de Kansas City no sábado, 27 de outubro, quando «inadvertidamente adormeceu no porão de carga de uma aeronave Boeing 737-800», disse a American Airlines em uma declaração obtida pela Fox News.

Com o manipulador de bagagem no reboque, o avião voou para o Aeroporto Internacional O’Hare de Chicago, onde pousou por volta das 7h da manhã. O homem não procurou atendimento médico depois de ser encontrado.

Embora a American Airlines ainda não tenha punido o funcionário, um porta-voz da polícia de Chicago confirmou à Fox News na quarta-feira que o homem disse que estava bêbado. O homem supostamente disse à Polícia de Chicago que ele estava intoxicado e desmaiou. Ele voou de volta para Kansas City numa viagem posterior.

«A equipa americana está muito preocupada com esta grave situação, e estamos a analisar o que aconteceu com os nossos colegas de Piedmont e Kansas City», comunicou a American Airlines.

LEIA MAIS: Aeroporto do Porto precisa de «investimento urgente»

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Funcionário de aeroporto adormece no porão de avião e acorda no outro lado do país

O funcionário do aeroporto de Kansas tratava apenas de colocar as malas dos passageiros no porão de um avião que seguia para a Chicago. Álcool foi um motivo, mas fala-se também em intoxicação.