Inventou mais de 100 gravidezes e terá lesado a Segurança Social em mais de meio milhão de euros.

Inventou mais de 100 gravidezes e terá lesado a Segurança Social em mais de meio milhão de euros.

Funcionária da Segurança Social de Coimbra terá lesado o Estado em mais de meio milhão de euros ao inventar mais de 100 gravidezes. O objetivo era ficar com o «abono de família pré-natal».

Funcionária da Segurança Social de Coimbra inventou mais de 100 gravidezes para ficar com o dinheiro do «abono de família pré-natal». A mulher terá lesado o Estado em mais de meio milhão de euros, segundo avança o Jornal de Notícias.

A suspeita burlou a maioria dos centros distritais da Segurança Social do país entre 2014 e 2018.

A mulher tem 49 anos, é casada, e foi detida esta sexta-feira, 8 de março, no Núcleo de Prestações Familiares do Centro Distrital de Coimbra da Segurança Social. É acusada da prática dos crimes de burla, falsidade informática e branqueamento de capitais.

Funcionária não foi suspensa de funções

A funcionária foi presente a um juiz para primeiro interrogatório e obrigada a apresentar-se todos os dias nas autoridades. A suspeita acabou por não ser suspensa de funções.

LEIA MAIS
Homem de 83 anos agredido e colocado num caixote do lixo pelo filho na Lourinhã
Previsão do tempo para domingo, 10 de março

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Inventou mais de 100 gravidezes e terá lesado a Segurança Social em mais de meio milhão de euros.

Funcionária da Segurança Social de Coimbra terá lesado o Estado em mais de meio milhão de euros ao inventar mais de 100 gravidezes. O objetivo era ficar com o «abono de família pré-natal».