Alerta: Anda a receber chamadas da Microsoft? Tenha cuidado

O Centro Nacional de Cibersegurança alerta para telefonemas em nome da Microsoft a pedir detalhes como informações sobre o cartão de crédito. Não atenda. É fraude.

Alerta: Anda a receber chamadas da Microsoft? Tenha cuidado

Alerta: Anda a receber chamadas da Microsoft? Tenha cuidado

O Centro Nacional de Cibersegurança alerta para telefonemas em nome da Microsoft a pedir detalhes como informações sobre o cartão de crédito. Não atenda. É fraude.

Se nos últimos tempos recebeu uma chamada em nome da Microsoft, ignore. É fraude. O Centro Nacional de Cibersegurança [CNCS] alertou, esta quinta-feira, dia 10 de janeiro, para telefonemas em nome da empresa a pedir detalhes como informações sobre o cartão de crédito. O Centro revela que se trata de uma fraude, cujo objetivo é aceder remotamente a dados sensíveis.

LEIA MAIS: Desaparecimento de Maddie vale perto de 1 milhão de euros

«Tem-se vindo a notar um aumento de telefonemas fraudulentos em nome da empresa Microsoft», afirma o CNCS em comunicado. Os especialistas afirmam que, através de falsos «funcionários», tentam aceder a detalhes dos cartões de crédito. Também «incentivam as vítimas a instalarem programas maliciosos no seu computador».

O objetivo é conseguirem aceder remotamente a dados sensíveis. A intenção, explica a nota divulgada, é roubar informações e conseguir codificar o conteúdo das máquinas, exigindo um resgate para que este seja desbloqueado.

«Se for vítima deste tipo de ataque, não deve dar resposta e, muito menos, fornecer qualquer tipo de dado pessoal. É também recomendável que faça sempre queixa às autoridades competentes», sublinha o CNCS.

Este tipo de ataques é «bastante comum»

Fábio Assolini, especialista em cibersegurança, em declarações à Agência Lusa, disse que este tipo de ataques é «bastante comum» na Europa, Estados Unidos da América e América Latina.

O especialista explica que com base «em engenharia social, ou seja, alguém apresenta-se como funcionário e tenta enganar, para que aceda a determinado ‘site’, ou diz que há algum problema no computador». Desta forma, pedem às pessoas para que «façam alguns passos para resolver o suposto problema». Assim, os piratas informáticos conseguem ter acesso a informações pessoais dos utilizadores.

Já no que diz respeito a ataques a empresas, geralmente os hackers dizem ser «funcionários de um banco» no qual essa empresa em questão possui conta. Posteriormente, pedem para «falar com o diretor financeiro da empresa».

«Dizem que há problemas nas contas da empresa, e pedem para acederem a um ‘site’ para resolver o problema.»

LEIA MAIS: Previsão do tempo para sábado, 12 de janeiro de 2019

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais

Impala Instagram


RELACIONADOS