Fotógrafa apaga fotos de casamento após ser-lhe recusada comida e água

Uma fotógrafa de casamento apagou todas as fotos do evento depois de lhe ter sido negada comida e água. Após ter concordado em fotografar todo o casamento por cerca de 200 euros, diz que não teve direito nem a comida nem água durante todo o dia.

Fotógrafa apaga fotos de casamento após ser-lhe recusada comida e água

Fotógrafa apaga fotos de casamento após ser-lhe recusada comida e água

Uma fotógrafa de casamento apagou todas as fotos do evento depois de lhe ter sido negada comida e água. Após ter concordado em fotografar todo o casamento por cerca de 200 euros, diz que não teve direito nem a comida nem água durante todo o dia.

Uma fotógrafa de casamento apagou todas as fotos do evento depois de lhe ter sido negada comida e água. Após ter concordado em fotografar todo o casamento – cerca de 10 horas – por cerca de 200 euros, diz que não teve direito nem a comida nem água durante todo o dia. “Um amigo casou-se há poucos dias e perguntou-me se podia ser a fotógrafa, para poupar dinheiro. Eu disse-lhe que [fotografar casamentos] não era o meu forte, mas ele disse-me que não havia problema”, começa por explicar.

“Eles estavam com o orçamento apertado e concordei em fotografar por 200 euros, o que não é nada para um evento de 10 horas”, diz. O dia de trabalho começou por volta das 11h00 e prolongou-se, ininterruptamente até às 17h00, altura em que a comida começou a ser servida aos convidados. “Disseram-me que não podia parar para comer porque era preciso continuar a tirar fotografias; na verdade, nem sequer me reservaram qualquer lugar à mesa. Estava a ficar cansada e já estava arrependida de ter aceite isto por um valor tão baixo. Além disso, é um local inacreditavelmente quente: estavam mais de 43 graus e não havia ar condicionado”, confessa.

«Nem sequer consegui beber água»

Foi aí que os ânimos aqueceram e tudo descambou. “Disse ao noivo que precisava de descansar para comer e beber alguma coisa. Não havia nada aberto, nem sequer consegui beber água. Ele disse-me que ou continuava a fotografar ou para me ir embora sem ser paga. Com o calor, a fome, o aborrecimento geral, perguntei-lhe se tinha certeza e ele disse que sim. Foi então que apaguei todas as fotos e fui-me embora”.

LEIA AINDA
Animador de casamentos rapta e abusa da prima da noiva em Gondomar

Impala Instagram


RELACIONADOS