Fortes reativações em todo o perímetro do fogo em Monchique

Fortes reativações em todo o perímetro do fogo em Monchique

Em todo o perímetro do incêndio de Monchique estão a ser registadas “fortes reativações” que associadas à intensidade do vento estão a tomar grandes proporções, segundo a Proteção Civil

Monchique, Faro, 06 ago (Lusa) — Em todo o perímetro do incêndio de Monchique estão a ser registadas “fortes reativações” que, associadas à intensidade do vento, estão a tomar grandes proporções, de acordo com um ponto de situação da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

A informação, publicada na página de Internet da ANPC e atualizada às 17:35, era nesta hora a única disponibilizada no ‘site’ pelas autoridades relativamente ao incêndio que lavra em Monchique.

A Lusa tentou obter esclarecimentos tanto através do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Faro, como do posto de comando instalado em Monchique, o que não foi possível.

Foram mobilizados para o combate às chamas um total de 1.157 operacionais, apoiados por 358 viaturas e 13 meios aéreos.

Ainda de acordo com a informação disponível no ‘site’, foram acionados “três aviões Canadair espanhóis”, embora a Lusa não tenha conseguido confirmar se esses meios estão efetivamente a operar. A Secretaria de Estado da Proteção Civil anunciou hoje ao início da tarde que Espanha disponibilizou dois Canadair.

Foram ainda acionados grupos de reforço de Aveiro, Beja, Coimbra, Évora, Leiria, Lisboa, Santarém, Setúbal e Viseu.

Depois de um início de tarde em que o céu estava mais limpo, às 17:30 pairava sobre Monchique uma espessa nuvem de fumo, tornando o ar quase irrespirável, havendo também uma grande quantidade de cinzas a serem projetadas sobre a vila.

Praticamente não se veem moradores nas ruas da vila, sendo apenas notória a azáfama de bombeiros e elementos das forças de segurança.

Uma parte da estrada que liga Monchique ao Pico da Fóia, o ponto mais alto do Algarve, a cerca de oito quilómetros da vila, foi evacuada pelas autoridades devido à aproximação do fogo.

As autoridades estão ainda a fazer uma avaliação de reconhecimento no terreno sobre o edificado ardido no incêndio da serra de Monchique, não havendo ainda uma quantificação precisa de casas afetadas, informou a Comissão Distrital de Proteção Civil de Faro.

Há registo de 25 feridos, um dos quais em estado grave, uma idosa transportada para a Unidade de Queimados do Hospital de São José, em Lisboa, cujo prognóstico é “favorável”.

Este incêndio deflagrou em Monchique na sexta-feira.

MAD // ROC

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Fortes reativações em todo o perímetro do fogo em Monchique

Em todo o perímetro do incêndio de Monchique estão a ser registadas “fortes reativações” que associadas à intensidade do vento estão a tomar grandes proporções, segundo a Proteção Civil