«O meu filho de 13 anos matou a irmã a sangue frio»

«O meu filho de 13 anos matou a irmã a sangue frio»

Mãe de duas crianças conta como o filho pré-adolescente matou a irmã de quatro anos sem que nada o previsse

Charity Lee, uma mulher norte-americana residente no Texas, decidiu vir a público contar a trágica história que mudou a sua família. Mãe de duas crianças, Charity recordou que em 2007 viveu um dos piores (se não o pior) momento da sua vida. A mulher estava a trabalhar quando lhe ligaram para o emprego a dar a informação de que a sua filha Ella, de quatro anos, estava morta.

LEIA MAIS: Mata irmã em acidente e mostra tudo em direto no Instagram

Mais tarde, Charity descobriu que a menina tinha sido esfaqueada 17 vezes até à morte. No entanto, foi a noticia de que tinha sido o seu filho mais velho a protagonizar o homicídio que a deixou completamente em choque.

Sem que nada fizesse prever, o seu filho mais velho pegou numa faca e assassinou a irmã enquanto esta dormia. De acordo com declarações prestadas pela progenitora ao The New York Post e à BBC, o jovem planeou o homicídio pormenorizadamente. O pré-adolescente confessou que matou a irmã para se vingar da mãe ter tido uma recaída, após anos sem consumir drogas.

«Sei que ele só não me matou a mim porque saberia que eu sofreria pouco tempo»

«Chorei constantemente durante meses. Perdi 15 quilos em 13 dias. Sei que ele só não me matou a mim porque saberia que eu sofreria pouco tempo. Ao matar a irmã, tinha a certeza de que eu ia sofrer mais tempo», garantiu em entrevista a mãe.

O jovem foi condenado a 40 anos de prisão. Atualmente, o assassino encontra-se num estabelecimento prisional no Texas. Charity vive na Georgia e visita regularmente o filho. A progenitora diz que já o perdoou. «O meu amor é incondicional. Eu nunca, em momento algum, vou deixar de amar o meu filho».

VEJA AINDA: Menina fingiu estar a dormir enquanto o pai matava a mãe e o irmão

 

 

 


RELACIONADOS