Doze detidos por suspeitas de corrupção em operação da PJ em Loures

Doze pessoas foram hoje detidas por suspeitas da prática de crimes de corrupção passiva e de corrupção ativa na sequência de uma operação da Polícia Judiciária realizada em Loures.

Doze detidos por suspeitas de corrupção em operação da PJ em Loures

Doze detidos por suspeitas de corrupção em operação da PJ em Loures

Doze pessoas foram hoje detidas por suspeitas da prática de crimes de corrupção passiva e de corrupção ativa na sequência de uma operação da Polícia Judiciária realizada em Loures.

Doze pessoas foram hoje detidas por suspeitas da prática de crimes de corrupção passiva e de corrupção ativa na sequência de uma operação da Polícia Judiciária realizada em Loures.

Em comunicado, a PJ adianta que durante a operação “Embargo final”, realizada através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção e no âmbito de um inquérito dirigido pelo Ministério Público (Departamento de Investigação e Ação Penal de Loures), foram realizadas 18 buscas domiciliárias e 32 buscas não domiciliárias.

De acordo com a TVI24, as buscas foram feitas na Câmara Municipal de Loures, no distrito de Lisboa, liderada pelo comunista Bernardino Soares.

Na nota, a PJ indica que “na investigação em curso foram já recolhidos importantes elementos de prova que indiciam fortemente a existência de contrapartidas monetárias para o não exercício das funções profissionais” que estavam atribuídas a suspeitos.

Os detidos têm entre 44 e 64 anos e nas buscas participaram 84 efetivos da polícia.

Segundo a TVI24, em causa estão suspeitas de subornos a fiscais da autarquia e a outros funcionários camarários responsáveis pela vistoria e pelo licenciamento de obras de construção civil no concelho, em troca de contrapartidas financeiras.

A estação de televisão diz ainda que as detenções e buscas visaram não só funcionários da autarquia, mas também empresários da construção civil, estes últimos suspeitos de corrupção ativa.

 

VEJA AQUI:

Covid-19: Vacina da Novavax com eficácia de 90% comprovada em estudo
Fabricante de vacinas Novavax anunciou que o seu fármaco foi altamente eficaz contra a covid-19 e que protegeu também contra variantes do vírus SARS-CoV-2, num estudo em fase final (… continue a ler aqui)

 

Impala Instagram


RELACIONADOS