Dois talibãs infiltrados mataram 12 elementos de uma milícia no Afeganistão

Dois elementos dos talibãs infiltrados numa base mataram 12 membros de uma milícia pró governamental na sexta-feira no oeste do Afeganistão, segundo responsáveis de dois campos citados pela Agência France Presse (AFP).

Dois talibãs infiltrados mataram 12 elementos de uma milícia no Afeganistão

Dois talibãs infiltrados mataram 12 elementos de uma milícia no Afeganistão

Dois elementos dos talibãs infiltrados numa base mataram 12 membros de uma milícia pró governamental na sexta-feira no oeste do Afeganistão, segundo responsáveis de dois campos citados pela Agência France Presse (AFP).

Dois elementos dos talibãs infiltrados numa base mataram 12 membros de uma milícia pró governamental na sexta-feira no oeste do Afeganistão, segundo responsáveis de dois campos citados pela Agência France Presse (AFP).

“Doze membros de uma milícia pró governamental foram mortos durante um ataque talibã no distrito de Ghorian da província de Herat, na noite passada”, declarou Farhad Khademi, porta-voz do governo de Ghorian.

Segundo Mohammad Sardar Bahaduri, membro do conselho provincial, o ataque foi cometido por dois insurgentes talibãs infiltrados entre os elementos da milícia.

“Os milicianos estavam a jantar quando o ataque aconteceu”, precisou a mesma fonte.

Segundo os talibãs, os dois atacantes conseguiram escapar e juntar-se ao grupo.

Dois polícias foram igualmente mortos e outro foi ferido hoje, em Cabul, durante uma explosão de uma mina colocada à beira de uma estrada, com o objetivo de atingir o seu veículo, anunciou aos jornalistas Ferdaws Faramarz, porta-voz da polícia da capital.

O veículo foi atingido na estrada da universidade de Cabul, acrescentou.

A violência tem aumentado no país nos últimos meses, em particular na capital, palco de uma série de assassínios visando forças da ordem, mas também políticos e defensores dos direitos humanos.

Esta deterioração da situação de segurança acontece apesar das negociações de paz em curso em Doha, no Qatar, entre o governo afegão e os talibãs.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS