Diretores de 145 empresas pedem ao Senado que atue contra a violência com armas nos EUA

Os diretores executivos de 145 empresas pediram numa carta enviada ao Senado para que atue contra a violência com armas de fogo nos EUA, após os tiroteios de agosto em El Paso (Texas) e Dayton (Ohio).

Diretores de 145 empresas pedem ao Senado que atue contra a violência com armas nos EUA

Diretores de 145 empresas pedem ao Senado que atue contra a violência com armas nos EUA

Os diretores executivos de 145 empresas pediram numa carta enviada ao Senado para que atue contra a violência com armas de fogo nos EUA, após os tiroteios de agosto em El Paso (Texas) e Dayton (Ohio).

“Instamos o Senado a permanecer com o povo norte-americano e a tomar medidas sobre a segurança com armas, aprovando uma lei que exija a verificação de antecedentes (de compradores) em todas as vendas de armas”, escreveram os responsáveis pelas empresas.

Segundo a agência de notícias espanhola Efe, entre os subscritores da carta estão os diretores de empresas como o Twitter, a Uber, a Levi Strauss, a Yelp, a Reddit ou a Havas Group.

Na missiva recordam que todos os dias 100 norte-americanos são mortos a tiro e centenas são feridos, e que nas últimas semanas houve tiroteios em diferentes partes do país.

“Esta é uma crise de saúde pública que exige ações urgentes. Como líderes das empresas mais respeitadas dos Estados Unidos e com interesses comerciais significativos nos Estados Unidos, escrevemos porque temos a responsabilidade e a obrigação de permanecer junto aos nossos funcionários, clientes e todos os norte-americanos”, lê-se na carta.

Nesse sentido, os subscritores consideraram que a inação em relação à violência com armas de fogo nos Estados Unidos da América “é simplesmente inaceitável”.

O tiroteio em El Paso, em 03 de agosto deste ano, que causou 22 mortos, ocorreu horas antes de outro numa popular área de lazer na cidade de Dayton (Ohio), que provocou nove mortos.

Em 31 de agosto, sete pessoas morreram e 25 ficaram feridas em Odessa (Texas) durante outro tiroteio, cujo autor foi morto pela polícia.

JGS // SR

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS