Deputada que matou filho-marido é estrela em prisão no Brasil

A deputada adotou Anderson de Sousa como filho quando este era ainda adolescente. Anos mais tarde, casaram-se e o homem tornou-se gestor da sua carreira e do seu dinheiro.

Deputada que matou filho-marido é estrela em prisão no Brasil

Deputada que matou filho-marido é estrela em prisão no Brasil

A deputada adotou Anderson de Sousa como filho quando este era ainda adolescente. Anos mais tarde, casaram-se e o homem tornou-se gestor da sua carreira e do seu dinheiro.

Detida na passada sexta-feira, 13 de agosto, pela morte do marido, Anderson de Sousa, a ex-deputada e pastora evangélica brasileira Flordelis dos Santos foi recebida na prisão como uma autêntica estrela, com as restantes reclusas do Instituto Penal Santo Expedito, em Bangu, a fazerem peregrinação até à sua cela para pedirem autógrafos e bênçãos.

Todas querem ver a nova colega, que além de ex-deputada é cantora e fundou a sua própria igreja. A verdade é que o crime macabro que cometeu parece não ter qualquer relevância já que Flordelis não tem mãos a medir para tantos pedidos de autógrafos em Bíblias e bênçãos. A detenção da pastora já tinha ocorrido num cenário surreal, já que enquanto era levada pelos agentes para o carro da polícia, um sistema de som reproduzia cânticos religiosos e os seus seguidores faziam orações e pediam que ela os abençoasse.

Marido era… filho adotivo

Deputada que matou filho-marido é estrela em prisão no Brasil
Flordelis dos Santos

A assassina adotou Anderson de Sousa como filho quando este era ainda adolescente. Anos mais tarde, casaram-se e o homem tornou-se gestor da sua carreira e do seu dinheiro. Na madrugada de 12 de junho de 2019, Anderson foi morto a tiro ao chegar – na companhia de Flordelis – a casa, após uma noite de loucura que incluiu sexo em cima do carro na via pública e uma visita a um bar de troca de casais. A polícia prendeu quatro dos mais de 50 filhos adotivos e uma neta de Flordelis por envolvimento na morte de Anderson. A ex-deputada foi logo incriminada como mandante do crime, mas só foi detida após perder a imunidade parlamentar.

LEIA AINDA
Polícia brasileiro morre após noite louca de sexo com 10 mulheres
Polícia brasileiro morre após noite louca de sexo com 10 mulheres
De acordo com alguns funcionários do motel, o agente chegou ao local com 10 acompanhantes do sexo feminino na noite de quinta-feira e alugou duas suítes. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS