Crime no Algarve. Cortam dedos a vítima para conseguirem levantar 75 mil euros

As suspeitas do crime estão já em prisão preventiva.

Crime no Algarve. Cortam dedos a vítima para conseguirem levantar 75 mil euros

Crime no Algarve. Cortam dedos a vítima para conseguirem levantar 75 mil euros

As suspeitas do crime estão já em prisão preventiva.

Diogo Gonçalves, de 21 anos, foi assassinado no Algarve por duas raparigas. Os seus dedos foram cortados e as impressões digitais utilizadas para desbloquear o telemóvel e permitir o acesso às contas bancárias da vítima. Diogo foi desmembrado depois de ter sido morto por asfixia. As suspeitas do crime estão já em prisão preventiva.

LEIA DEPOIS
Meteorologia: Previsão do tempo para domingo

De acordo com o Jornal de Notícias, o roubo foi consumado pelo casal de namoradas, Mariana Fonseca, de 23 anos e enfermeira no Hospital de Lagos, e Maria Alexandra Malveiro, segurança de 19 anos. Parte dos 75 mil euros de indemnização que Diogo tinha recebido pela morte da mãe, atropelada em Albufeira em 2016, foram movimentados para contas das suspeitas. Depois de serem detidas pelo Polícia Judiciária, ambas confessaram os crimes que terão ocorrido entre 20 e 25 de março.

Diogo foi assassinado na própria casa

O jovem de 21 anos foi assassinado na casa onde morava, na localidade de Algoz, em Silves. Diogo foi amarrado a uma cadeira para que revelasse os códigos de acesso às contas bancárias. Recusou e acabou por ser morto por asfixia.Segundo o Jornal de Notícias, da casa da vítima terão desaparecido o computador e dois telemóveis.

Maria Alexandra Malveiro trabalhava como segurança em Porches, no mesmo hotel onde Diogo trabalhava como técnico de informática. Terá sido aí que se terão conhecido e que a rapariga terá tido conhecimento da indemnização. Maria terá contado à namorada, Mariana, e juntas planearam o roubo.

Recorde-se que os restos mortais de Diogo foram encontrados em Sagres e em Tavira, a 150 quilómetros. A cabeça do jovem foi encontrada a 26 de março por turistas. No mesmo dia foi encontrado o corpo, pela Polícia Marítima, depois de ter sido avistado o carro da vítima.

LEIA MAIS
Covid-19: Número de mortes em Espanha continua a descer. Há 674 vítimas em 24 horas

Pontos de Venda das Nossas Revistas este fim-de-semana

Impala Instagram


RELACIONADOS