Covid-19: Mais de 82 mil vacinados contra o coronavírus e gripe nas últimas 24 horas – DGS

Mais de 82 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe e covid-19 nas últimas 24 horas, cerca de 63 mil das quais com a dose de reforço contra o coronavírus.

Covid-19: Mais de 82 mil vacinados contra o coronavírus e gripe nas últimas 24 horas - DGS

Covid-19: Mais de 82 mil vacinados contra o coronavírus e gripe nas últimas 24 horas – DGS

Mais de 82 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe e covid-19 nas últimas 24 horas, cerca de 63 mil das quais com a dose de reforço contra o coronavírus.

Lisboa, 02 dez 2021 (Lusa) — Mais de 82 mil pessoas foram vacinadas contra a gripe e covid-19 nas últimas 24 horas, cerca de 63 mil das quais com a dose de reforço contra o coronavírus, anunciou hoje a Direção-Geral da Saúde (DGS).

Segundo o relatório diário da DGS, relativamente ao dia anterior, foram administradas um total de 82.456 inoculações de vacinas contra a covid-19 – que incluem o esquema primário de vacinação completa e a dose de reforço – e contra a gripe.

Com a vacinação primária completa contra o SARS-CoV-2 estão agora 8.584.706 pessoas, mais 3.215 nas últimas 24 horas, enquanto a terceira dose já foi administrada a um total de 1.345.576 pessoas, mais 63.405 do que no dia anterior.

Receberam esta dose de reforço cerca de 515 mil idosos com 80 ou mais anos, mais 442 mil da faixa entre os 70 e 79 anos e quase 178 mil do grupo etário entre os 65 e os 69 anos.

Em relação à gripe, os dados da DGS indicam que já foram vacinadas 1.972.991 pessoas, 15.836 das quais receberam a vacina nas últimas 24 horas.

A covid-19 provocou pelo menos 5.223.072 mortes em todo o mundo, entre mais de 262,93 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.471 pessoas e foram contabilizados 1.154.817 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul, tendo sido identificados, até ao momento, 19 casos em Portugal.

PC // ZO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS