Atualização | Homem internado no Hospital de S. João pode estar infetado com coronavírus

Um empresário foi, esta sexta-feira, internado no hospital São João, no Porto, com suspeitas de estar infetado com coronavírus. Em Cascais, um cidadão chinês também está internado com suspeitas da mesma doença.

Atualização | Homem internado no Hospital de S. João pode estar infetado com coronavírus

Atualização | Homem internado no Hospital de S. João pode estar infetado com coronavírus

Um empresário foi, esta sexta-feira, internado no hospital São João, no Porto, com suspeitas de estar infetado com coronavírus. Em Cascais, um cidadão chinês também está internado com suspeitas da mesma doença.

Um empresário foi, esta sexta-feira, 31 de janeiro internado no hospital São João, no Porto, com suspeitas de estar infetado com o coronavírus, avança a RTP. O homem, de 45 anos, regressou da China no dia 22 de janeiro. Este sábado, 1 de fevereiro serão conhecidos os resultados das análises que foram enviadas para o Instituto Ricardo Jorge.

“Este doente regressou da China no dia 22 de janeiro onde teve contacto com um cidadão com provável infeção pelo 2019-nCoV [Coronavírus] e está a ser encaminhado para o Centro Hospitalar Universitário de S. João no Porto, hospital de referência para estas situações”, adiantou, em comunicado a Direção-Geral de Saúde (DGS). A DGS acrescentou que fará atualização da situação “logo que seja conhecido o resultado das análises laboratoriais”.

 

LEIA DEPOIS
Coronavírus | China acusada de esconder número de mortos (Vídeo)

O primeiro caso de suspeita do coronavírus em Portugal registou-se recentemente num homem que tinha regressado cidade de Wuhan (província de Hubei e epicentro do surto), mas depois de vários dias em observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, as análises deram negativo para este novo coronavírus. Entretanto, “tivemos três casos possíveis de pessoas que tinham a preocupação, perante sintomas, e vindas da China. Esses casos não foram validados, não passaram pelo crivo médico e seguiram a sua vida normal”, afirmou há dias Graça Dias, diretora-geral de saúde.

Segundo caso em Cascais

Esta sexta-feira, 31 de janeiro, foi detetado outro caso suspeito em Cascais. Trata-se de um cidadão chinês que chegou de Wuhan com dificuldades respiratórias. Mantém-se em isolamento no Hospital de Cascais.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou na quinta-feira uma situação de emergência de saúde pública de âmbito internacional (PHEIC, na sigla inglesa) por causa do surto do novo coronavírus na China. Uma emergência de saúde pública internacional supõe a adoção de medidas de prevenção e coordenação à escala mundial. Esta é a sexta vez que a OMS declara uma emergência de saúde pública de âmbito internacional.

Para a declarar, a OMS considerou três critérios: uma situação extraordinária, o risco de rápida expansão para outros países e a exigência de uma resposta internacional coordenada.

Texto: Carla S. Rodrigues com Lusa

(em atualização)

Impala Instagram


RELACIONADOS