Convenceu amante a matar namorado e mandou matá-lo oito anos depois

Mulher australiana mostrou «completa ausência de remorsos», revela juiz.

Convenceu amante a matar namorado e mandou matá-lo oito anos depois

Convenceu amante a matar namorado e mandou matá-lo oito anos depois

Mulher australiana mostrou «completa ausência de remorsos», revela juiz.

Ex-stripper australiana foi condenada a 28 anos de prisão por ter convencido o amante a matar o namorado, com quem ia casarse. Oito anos após o crime, a detida viria a ser também a autora moral do homicídio do amante.

LEIA DEPOIS
Mais de 200 mil jovens não estudam nem trabalham

Robyn Lindholm, de 46 anos, mostrou «completa ausência de remorsos». Segundo o juiz Christopher Beale, revelou à imprensa, a agora condenada denunciou o desaparecimento do noivo, George Templeton, em 2005, à família antes de se mudar para um apartamento de luxo com o amante, Wayne Amey, que acabou por fazer o trabalho sujo.

O amante sequestrou e agrediu o noivo de Robyn, que estaria «vulnerável e alcoolizado» quando morreu. A agora condenada inventou um álibi para não ser associada ao crime. O corpo de George Templeton nunca foi encontrado, apesar de a família ter implorado a Robyn que lhes dissesse onde o este tinha sido enterrado.

«Se há alguma coisa que nós, família, podemos pedir, é saber o que aconteceu com o George e onde está o corpo dele», referiu a irmã da vítima em tribunal, numa audiência que antecedeu a leitura da sentença.

Oito anos depois da morte do noivo, condenada mandou matar amante

Em 2013, oito anos depois de matar George, quando a relação com Wayne Amey começou a sofrer alguns problemas, a mulher encomendou o homicídio deste. Torsten Trabert, que tinha um «desejo obsessivo» pela homicida, terá ficado encarregue do homicídio. Montou uma emboscada e apanhou Amey num estacionamento, onde o agrediu com um taco de basebol. Colocou-o na mala do carro, esfaqueou-o e estrangulou-o, antes de abandonar o cadáver.

Além de ter sido condenado a 28 anos de prisão pelo primeiro homicídio, Robyn Lindholm encontra-se a cumprir uma pena de 25 por organizar o homicídio de Wayne Amey, pelo qual se declarou culpada.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quinta-feira, 7 de novembro

Impala Instagram


RELACIONADOS