Confronto entre passageiros de autocarro torna-se viral [vídeo]

Confronto entre passageiros de autocarro torna-se viral [vídeo]

Confronto entre passageiros de autocarro torna-se viral. No centro da disputa esteve uma janela, que um queria aberta e outro fechada.

Um confronto entre passageiros de um autocarro tornou-se viral. No centro da disputa esteve uma janela, que um queria aberta e outro fechada.

LEIA MAIS: Foto de perfil no Facebook diz muito sobre si [saiba o quê]

Dois passageiros, um homem e uma mulher, seguiam em bancos juntos num autocarro, quando o individuo abriu a janela para deixar entrar o ar.

A mulher não aceitou e fechou-a novamente. A disputa dura vários minutos. O homem ainda vai colocando a mão para impedir o fecho total do vidro, mas ainda assim a ‘guerra’ não terminou.

As imagens hilariantes foram captadas por vários passageiros, na cidade russa de Nizhni Nóvgorod

No decorrer dos cerca de 5 minutos da situação apelidada pelos internautas por «birra», pode ouvir-se as múltiplas gargalhadas dos utentes da rede de transportes russa.

Nenhum dos passageiros deu o braço a torcer na disputa pela entrada ou não do ar. O vídeo foi partilhado na rede social Facebook e no Youtube, tornando-se viral em poucos horas.

LEIA MAIS: A foto de Quaresma que está a fazer furor em grupos secretos do WhatsApp

Nos muitos comentários feitos, alguns deixam claro que «o homem estava a achar graça, já a senhora não». «Ele claramente acha graça à situação. A senhora não. Fez da luta uma verdadeira guerra», escreveu um utilizador do Facebook.

O vídeo termina sem se saber o desenlace e quem levou a melhor na disputa. No momento da contenda, o termómetro do autocarro, sem ar acondicionado, registava 27 graus centígrados.

No momento da contenda, o termómetro do autocarro registava 27º

TAMBÉM LHE PODE INTERESSAR
Casa Pia – E Agora? | Grande Reportagem: Megaprocesso ou erro tremendo? [vídeo]

E se o Processo de pedofilia na Casa Pia tivesse sido um erro? ‘Arrependidos’ desmentem depoimentos, afirmam terem sido pagos para mentir e revelam ameaças de morte.

«Pai, és inocente de tudo quanto te acusam?» [Marta Cruz, filha de Carlos Cruz]
Na passada terça-feira, 26 de junho, o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem (TEDH) deu em parte razão ao apresentador Carlos Cruz. Para os juízes daquela instância supranacional, a aplicação da Justiça no processo Casa Pia falhou.

O TEDH concluiu que o Tribunal da Relação de Lisboa devia ter aceitado as novas provas apresentadas por Carlos Cruz no recurso. O que não aconteceu.

«Estão a lançar junto dos miúdos nomes falsos, com algumas ‘notazitas’ à mistura. Não são precisas muitas», Catalina Pestana

Entre estas novas provas estavam, por exemplo, a admissão de Teresa Costa Macedo de que mentiu no ‘lançamento’ do caso Casa Pia. Foi, aliás, condenada por «crimes de falsidade de testemunho no julgamento do processo Casa Pia».

A antiga secretária de Estado para a Família entre 1980 e 1983, com a tutela da maior instituição de acolhimento do País, não tinha identificado Carlos Cruz , como dissera, em fotografias de relatórios que guardara desde aqueles anos da década de 1980.

Veja esta grande reportagem, no vídeo que está a levantar polémica junto de toda a sociedade, AQUI.


RELACIONADOS