Condenado a 99 anos de prisão por “encomendar” morte da mãe

Um dos vídeos publicados na sua conta de YouTube foi mostrado em tribunal como prova e Qaw’mane foi condenado a 99 anos de prisão

Condenado a 99 anos de prisão por

Condenado a 99 anos de prisão por “encomendar” morte da mãe

Um dos vídeos publicados na sua conta de YouTube foi mostrado em tribunal como prova e Qaw’mane foi condenado a 99 anos de prisão

Qaw’mane, um rapper dos Estados Unidos da América foi condenado a 99 anos de prisão, após “encomendar” a morte da mãe. O caso remonta a 2012 e o rapper fê-lo para ficar com o dinheiro da progenitora. A mulher estava a dormir, no seu apartamento, quando foi morta a tiro. O filho tinha 23 anos, na altura.

Depois da morte de Yolanda Holmes, Qaw’mane esvaziou as contas bancárias da mulher, cerca de 82 mil euros. Parte do dinheiro foi usado para alterar um carro que mãe lhe tinha dado.

Agora, quase oito anos depois do crime, o homem foi condenado a 31 de janeiro, em Chicago. Também o assassino contratado, Eugene Spencer,  foi condenado. Este recebeu uma pena de prisão de 100 anos por ter morto a mulher a tiro e à facada.

“A palavra é matricídio, que significa o crime que quem mata a própria mãe”, disse o juiz encarregue do caso, citado pela BBC.

“Tudo o que ele queria, a mãe dava-lhe. Um carro. Um emprego. Pode-se dizer que ele era mimado. Ela deu vida a Qaw’mane, e a escolha dele foi tirar-lhe isso.”

Num vídeo apresentado em tribunal como prova, o juiz pôde ver o rapper a levantar uma grande quantia de dinheiro de um multibanco e a dizer que era para os fãs. Nas mesmas imagens, o rapper aparece depois a atirar notas para o público durante um concerto. O vídeo foi feito oito meses após o assassinato.

“Só quero dizer que ninguém amou a minha mãe mais do que eu. Ela era tudo o que eu tinha. É tudo.”, disse o rapper antes do veredicto.

LEIA MAIS Pai com cancro terminal mata filho com medo que mulher não o conseguisse criar sozinha

Texto: Marta Amorim | Fotos: DR

Impala Instagram


RELACIONADOS